Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Palmeiras e Santos começam a decidir hoje o Paulistão no Allianz Parque

26 ABR 2015 - 08h00

No início do ano, poucos apostariam na final do Campeonato Paulista que será disputada hoje no Estádio Allianz Parque, em São Paulo, às 16 horas. O Palmeiras reconstruiu o time, trouxe 20 novas caras e mudou até a comissão técnica. O Santos perdeu importantes atletas por falta de pagamento de salários, demitiu técnico (Enderson Moreira) no meio da competição e parecia viver um ano de carestia. Dentro de campo, os clubes superaram todas as adversidades e farão uma decisão que tem tudo para ser eletrizante e muito disputada.

Os dois times mostraram ao longo do Estadual que é possível chegar ao topo jogando no ataque. Os técnicos Oswaldo de Oliveira e Marcelo Fernandes gostam de formação mais ofensiva e não devem abrir mão de suas ideias. Por isso, fica difícil apontar um favorito. "Pela carga maior de tempo sem um título, o Palmeiras é quem está mais pressionado. O Santos vem de sete finais consecutivas", explicou Oswaldo, que estava no rival no ano passado.

Por isso, ele conhece bem o adversário e junto com o aprendizado da partida da fase de grupos - derrota por 2 a 1 - promete encurralar o adversário e conseguir uma boa vitória no primeiro jogo da decisão. Quanto à formação do time, ele tem praticamente força máxima.

As ausências devem ser Cristaldo e Valdivia, machucados. Os demais podem ir para o jogo. E, como uma boa decisão que se preze, o mistério impera. Oswaldo de Oliveira e Marcelo Fernandes não quiseram antecipar quem joga, mas deram algumas pistas. "Não estamos querendo esconder. É que realmente temos problemas", assegurou o técnico santista.

O time alviverde deve manter a formação tática que surpreendeu o Corinthians no Estádio Itaquerão, com o "falso centroavante" que pode ser Rafael Marques ou Gabriel Jesus. Caso realmente seja titular, será a primeira vez que a revelação de 18 anos inicia uma partida no time principal. A ideia é fazer com que ele se movimente pelas pontas e entre na área quando tiver espaço, confundindo a marcação da combalida defesa santista, que não terá Werley, com dengue.

Na lateral direita, o volante Gabriel deve ser improvisado no setor para conter as subidas do rápido ataque santista, que não sabe se terá Robinho, com um edema na coxa esquerda.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias