Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Palmeiras e São Paulo disputam clássico para resgatar a confiança

25 MAR 2015 - 08h01

Sem vencer clássicos no ano, Palmeiras e São Paulo se enfrentam hoje, às 22 horas, no estádio Allianz Parque, pela 12ª rodada, em um encontro que vale mais pelo resgate da confiança do que pela mudança de posição na tabela de classificação do Campeonato Paulista. Ambos ainda não ganharam dos rivais Corinthians e Santos e têm a última chance na primeira fase do Estadual de vencer um jogo de peso e mostrar musculatura para as fases decisivas.

As duas equipes se enfrentam pela primeira vez no novo estádio do Palmeiras e estão em situação tranquila no campeonato. Os dois são líderes de seus respectivos grupos com folga e, por isso, a importância da vitória no clássico é secundária para a tabela de classificação.

O regulamento, no entanto, tem uma peculiaridade. Se os três grandes da capital terminarem na liderança de seus grupos, aquele com menor pontuação não poderá mandar a partida das quartas em São Paulo. O objetivo é evitar partidas de rivais na cidade no mesmo dia - os confrontos serão no dia 12 de abril - o que poderia resultar em episódios de violência entre as torcidas. Hoje, os três grandes estão próximos: Corinthians e São Paulo têm 26 pontos e o Palmeiras, 24.

Mesmo que os clubes do interior, prováveis rivais nas quartas de final, tenham conseguido encarar os grandes em poucos momentos, ninguém quer dar chance para uma zebra. Oswaldo de Oliveira, técnico do Palmeiras, garante que não está preocupado com o jejum nos clássicos. "Entro tranquilo, mas cada jogador tem uma reação. Se ganharmos, ótimo, vai ter uma repercussão maravilhosa Se não ganhar, vai continuar essa coisa em cima do clássico".

O treinador aguarda a recuperação do meia Allione e do zagueiro Tobio. O mais provável é que apenas Tobio seja titular, ao lado de Victor Hugo - Victor Ramos voltaria para o banco de reservas

CONFIANÇA

A principal aposta do São Paulo é na confiança adquirida pela série de quatro vitórias seguidas. O técnico Muricy Ramalho vai mandar a campo uma formação parecida com a da vitória por 1 a 0 sobre o San Lorenzo, pela Copa Libertadores. O novo encontro contra a equipe argentina, marcado para a próxima semana, é um dos focos do time para jogar o clássico. "Ganhar é importante para dar moral e pensar no San Lorenzo. Uma vitória pode nos ajudar muito", comentou o volante Denilson, que hoje completa 200 jogos pelo clube.

Muricy Ramalho definiu o time ontem. O São Paulo vai escalado no 4-4-2, com Luis Fabiano e Alexandre Pato no ataque. Com o volante Souza na seleção brasileira, Hudson vira titular. No treino, o técnico cobrou a chegada de Michel Bastos e Paulo Henrique Ganso na área para finalizar.

Os principais jogadores ganharam descanso no último fim de semana, prova da atenção dada ao clássico. As duas derrotas anteriores para o outro rival, o Corinthians, deixaram o clube com ambiente instável e ninguém quer voltar a viver o clima de cobranças. Depois destas duas derrotas, Muricy Ramalho reclamou de inimigos dentro do São Paulo e teve o trabalho criticado pela torcida organizada.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias