Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Palmeiras terá Valdivia no clássico e Oswaldo descarta inovações táticas

18 ABR 2015 - 08h00

O técnico Oswaldo de Oliveira descarta grandes inovações táticas para tentar vencer o Corinthians na semifinal do Campeonato Paulista, amanhã, no Estádio Itaquerão, em São Paulo. "Temos de fazer bem o que estamos fazendo até agora. Não podemos inventar nada. É seguir o trivial e fazer isso muito bem. Não tem nada especial", afirmou.

Para Oswaldo de Oliveira, o Corinthians é o favorito. "O time de melhor aproveitamento no Brasil é o Corinthians. Se isso é um parâmetro para favoritismo, é inegável que o Corinthians é favorito. Vai jogar em casa. Nossa equipe está crescendo e se entrosando. Acredito que nós podemos sim fazer uma partida muito boa".

A principal aposta do treinador é a escalação de Valdivia como armador da equipe, confirmando uma tendência dos treinamentos realizados ao longo da semana. "O Valdivia vem progredindo. Fez três jogos e gradativamente vem aumentando a participação nos jogos. Estou satisfeito com a evolução para ele ser titular".

Embora tenha praticamente confirmado a escalação de Valdivia, o treinador ainda tem dúvidas na lateral esquerda. Zé Roberto luta para se recuperar de uma lesão muscular na coxa direita. Se ele não atuar, o zagueiro Wellington vai jogar improvisado. "Vamos acompanhar o Zé até amanhã (hoje). Ele treinou ontem (quinta-feira) e não sentiu dor, hoje (ontem) também passou bem. Amanhã vai ser uma coisa mais definitiva. Se ele não jogar, joga o Wellington", disse o treinador.

Embora tenha participado dos amistosos do início do ano, Wellington foi inscrito apenas para a fase final do Paulistão. A última partida oficial do defensor de 23 anos, revelado na base, mas com passagens pelo Atlético Sorocaba-AP e ASA, foi o empate contra o Atlético Paranaense, em setembro do ano passado. "Ele tem muitos recursos, é um jogador de muita capacidade técnica. Vários fatores me levaram a escolhê-lo, mas estou com esperança muito grande de que o Zé possa jogar", disse Oswaldo de Oliveira.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias