Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/11/2017
mrv

São Paulo recebe Corinthians para buscar classificação na Libertadores

22 ABR 2015 - 08h01

Após serem eliminados da disputa do Campeonato Paulista, São Paulo e Corinthians voltam suas atenções para a Copa Libertadores da América. Hoje, às 22 horas, no Estádio do Morumbi, as equipes encerram a primeira fase da competição sul-americana em um clássico que pode aliviar as tensões após a queda no Paulistão. O Corinthians, líder do Grupo 2 com 13 pontos, já garantiu sua classificação para as oitavas de final. Já o São Paulo, que possui nove pontos, precisa vencer o Timão para se classificar. Em caso de empate, o Tricolor precisa torcer para que o San Lorenzo (ARG), que enfrenta hoje o Danubio (URU) no mesmo horário, não vença por mais de três gols de diferença.

No São Paulo, a diretoria está preocupadíssima com a arbitragem para o decisivo clássico, pois a escolha de Sandro Meira Ricci não traz boas lembranças para o torcedor tricolor. Nas 17 partidas que já apitou do clube, foram sete vitórias, três empates e sete derrotas. Para piorar, foram marcados quatro pênaltis a favor do adversário e nenhum para o time do Morumbi. "Fico preocupado com a escolha dele. O retrospecto é ruim em relação ao São Paulo. Em 17 partidas, tivemos dez jogadores expulsos e o Corinthians só teve um. Estamos preocupados com a arbitragem e espero que ele não confirme essa estatística desastrosa", afirmou Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo.

O fator que chama a atenção é que o juiz brasileiro da Copa do Mundo não costuma poupar os cartões vermelhos nos duelos tricolores. Tanto que nesses confrontos que apitou foram 10 expulsos do São Paulo contra seis do adversário, sendo que desde dezembro de 2009, seis são-paulinos foram para o chuveiro mais cedo e nenhum jogador do adversário tomou vermelho.

Já no Corinthians, a comissão técnica e a diretoria descartam usar a possível eliminação do São Paulo, como única motivação dos jogadores. Apesar da possibilidade de desclassificar um rival local, todos garantem que o pensamento é outro. "Estamos extremamente preocupados com nós mesmos. Não estamos preocupados com quem vai se classificar ou contra quem vamos jogar, embora saibamos a importância do clássico. Nosso objetivo é jogar bem. Quem vai classificar não é problema do Corinthians", afirmou o gerente de futebol Edu Gaspar.

Uma vitória levaria o Corinthians aos 16 pontos e o colocaria na segunda posição geral da Libertadores, abaixo apenas do Boca Juniors, com 18 e dono da melhor campanha com 100% de aproveitamento. Nas próximas fases, o Corinthians decidiria todos os confrontos em seu estádio, desde que não enfrente os próprios argentinos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias