Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

São Paulo tenta diminuir pressão na Libertadores contra o lanterna Danubio

15 ABR 2015 - 08h00

A corda que aperta o pescoço do São Paulo na Copa Libertadores vai afrouxar bastante hoje em caso de vitória sobre o Danubio, em jogo marcado para começar às 22 horas (de Brasília). Nem mesmo o jogo em Montevidéu pode ser desculpa para perder pontos diante de um adversário que não pontuou no Grupo 2, mas ainda tem chances remotas de classificação.

A equipe do técnico interino Milton Cruz busca o alívio necessário para o clube depois da saída de Muricy Ramalho, na semana passada, e pelo risco de cair logo na fase de grupos da competição. O empate em pontos com o San Lorenzo não permite vacilar contra um rival que perdeu todos os jogos.

Nos últimos dias, os jogadores ressaltaram ainda que ganhar em Montevidéu dispensa a necessidade de contar com a ajuda do Corinthians. O líder da chave recebe amanhã o San Lorenzo, rival direto do time tricolor pela segunda vaga.

Aliás, o confronto com o rival na próxima semana, pelo encerramento da fase de grupos, também motiva o São Paulo para ganhar em Montevidéu. "Uma vitória vai nos dar mais tranquilidade na Libertadores e ainda vai nos deixar com mais confiança para o clássico com o Corinthians", disse Rogério Ceni na manhã de ontem, antes do embarque para o Uruguai.

A mesma carga decisiva sente o time uruguaio. Apesar de não ter pontuado, tem chances de classificação se ganhar nas duas próximas rodadas e o Corinthians também vencer os adversários restantes.

"Aqui começa ou termina uma Libertadores para nós, para um dos dois, porque não tem muita alternativa. Temos que ir atrás da vitória para na última rodada ter possibilidade e força em busca da classificação", resumiu Ceni.

Para se impor diante do atual campeão uruguaio, o São Paulo vai repetir o esquema utilizado na vitória (por 3 a 0) sobre o Red Bull Brasil nas quartas de final do Paulistão. Milton Cruz escala a equipe no 4-5-1, com Alexandre Pato no ataque. Os meias Michel Bastos e Ganso terão o papel de se aproximar dele para criar as jogadas. A marcação está reforçada com a presença de três volantes.

A grande novidade é o retorno de Luis Fabiano. Depois de sete jogos fora, ele está recuperado de lesão e vai ficar no banco de reservas. "Temos de aproveitar essa partida, que vale a classificação para nós. É a chance de espantar de vez o momento ruim", comentou o atacente.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias