Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Lance livre

26 ABR 2015 - 08h00

Maioridade penal

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou, na semana passada, nota sobre a conjuntura do País, com críticas ao projeto de lei que regulamenta a terceirização de mão de obra nas empresas e à proposta de redução da maioridade penal.

Diocese de Mogi

O posicionamento da CNBB é compartilhado pela Diocese de Mogi das Cruzes, contrária à redução da maioridade.

Nota em cerimônia de posse

A nota foi divulgada no encerramento da 53ª Assembleia Geral da CNBB, em Aparecida (SP). Na reunião também ocorreu a cerimônia de posse de dom Sérgio da Rocha na presidência da CNBB.

Realidade brasileira

De acordo com a nota, a entidade avaliou "com apreensão" a realidade brasileira, "marcada pela profunda e prolongada crise que ameaça as conquistas, a partir da Constituição Cidadã de 1988, e coloca em risco a ordem democrática do País".

OAB critica aumento do fundo partidário

A diretoria nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), após tomar conhecimento do aumento dos recursos destinados aos partidos políticos, criticou duramente a medida e seus impactos.

Aprovação

Em lei publicada no Diário Oficial da União na última quarta-feira, após aprovação do Orçamento Geral da União de 2015 pelo Congresso Nacional e sanção pela presidência da República, a verba destinada aos partidos políticos salta oficialmente de R$ 289,5 milhões para R$ 867,5 milhões.

Momento delicado

A OAB entende que “em um momento delicado no qual faltam recursos para investir em saúde, segurança e educação, é no mínimo estranho que sobrem verbas para triplicar a receita dos partidos”.

Lealdade

A vice-prefeita Viviane Galvão (DEM) disse na sexta-feira que entrega a Prefeitura de Suzano com a consciência limpa para o prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB), que reassume amanhã após licença de 15 dias. "Eu sou leal ao prefeito. Nunca faria nada que poderia prejudicá-lo. Tenho total sentimento de trabalho realizado com sucesso", comentou.

Nanicos

Partidos pequenos da região, conhecidos também por “nanicos”, tentam se unir para definir posicionamentos para as eleições de 2016.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias