Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Homem estupra e engravida a própria filha

01 AGO 2015 - 08h00

Menos de um ano após sair da cadeia, um homem, de 41 anos, foi preso ontem suspeito de estuprar a própria filha e a enteada, de 14 e 15 anos, respectivamente. Segundo a polícia, os abusos sexuais duraram seis meses e, inclusive, deixou a filha grávida. Atualmente, ela está com cinco meses de gravidez. Os estupros aconteceram no Jardim Brasil, em Suzano.

O Conselho Tutelar informou à Polícia Militar (PM), na manhã de ontem, que teria uma ‘entrevista’ com um homem acusado de ter estuprado duas adolescentes: a filha e a enteada. Pelas constantes passagens na Justiça, os policiais aguardaram que ele chegasse para dar voz de prisão e, assim, pudessem conversar com as vítimas.

Cansada dos abusos sexuais e, principalmente, pela atrocidade que sofreu, a filha do suspeito contou que ele começou estuprar ela e a irmã há seis meses, quando saiu da cadeia depois de cumprir pena por porte ilegal de arma de fogo. Além disso, a garota contou que ele agia de forma violenta, alegando que iria matá-las caso falassem para outras pessoas sobre os abusos sexuais.

Após ouvir os relatos das adolescentes, os policiais questionaram o suspeito. “Ele disse que a filha se insinuava e, por isso, teria cometido duas ou três vezes o ato. Quando perguntamos sobre a enteada, ele relatou que ela fazia coisas com conotações sexuais para provocá-lo. Mas não confessou o crime”, contou o cabo Rocha Junior, que teve apoio do soldado Gustavo.

Um fato chocou os policiais, a gravidez da adolescente de 14 anos foi causada pelo próprio pai. Portanto, ela está internada no Hospital Pérola Beyington para fazer o aborto.

À reportagem, a polícia contou que o histórico criminal do suspeito é extenso e, por sinal, envolve as adolescentes enquanto eram mais novas: maus-tratos, lesão corporal, violência doméstica, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Segundo a Polícia Civil, a Justiça expediu a prisão temporária de cinco dias em desfavor do suspeito, que responderá pelos abusos sexuais contra as garotas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias