Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 18 de janeiro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/01/2020
CENTERPLEX 16 A 22/01
CENTRO MÉDICO
No Jardim Suzanópolis

Polícia Civil prende três e recupera equipamentos avaliados em R$ 460 mil em Suzano

De acordo com o delegado do 4° Distrito Policial (DP) de Jundiapeba, Alexandre Cavalca, a investigação prosseguirá

Por Marcus Pontes - de Suzano07 DEZ 2019 - 12h45
Roteadores avaliados em R$ 230 mil foram recuperados pela políciaFoto: Polícia Civil/Divulgação

Três homens foram presos na sexta-feira, 6, no Jardim Suzanópolis, em Suzano. O trio foi capturado durante negociações de dois roteadores furtados, que estão avaliados em R$ 230 mil cada. Segundo o delegado do 4° Distrito Policial de Jundiapeba, Alexandre Cavalca, as prisões fazem parte de uma investigação sobre uma invasão e furto a um galpão de materiais eletrônicos de Mogi das Cruzes. 

Segundo o delegado, os presos são os receptadores dos itens furtados. As prisões teriam ocorrido após a polícia obter informações quanto o dia e horário da negociação dos roteadores. Tais itens, que são utilizados como uma espécie de central de telefonia, iam ser vendidos a um preço abaixo do avaliado. "Juntos, os itens estão orçados em R$ 460 mil (R$ 230 mil cada). Inclusive, foram importados de fora. Descobrimos que eles já tinham até um valor no qual iriam pedir para venda: R$ 115 mil", explicou Cavalca. 

Cavalca disse ainda que, após a descoberta da transação dos receptadores, policiais do 4° DP prepararam uma operação para capturá-los. Os objetos furtados estavam sendo escondidos num imóvel do Jardim Suzanópolis, onde eles os três homens acabaram sendo presos em flagrante. "São itens valiosos. São objetos dos quais eles tinham ciência, uma vez que são específicos para uma finalidade e de um alto valor", acrescentou o delegado, que complementou dizendo que o caso não foi encerrado. "Nossa investigação vai continuar. Temos outros alvos desse crime", finalizou.

Os três presos irão responder pelo crime de receptação qualificada. Todos têm passagens na Justiça. O caso segue sob investigação. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias