Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 01 de abril de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 31/03/2020
SECRETARIA DE ESTADO DA SAUDE -  CORONAVIRUS

Polícia diz que, oficialmente, Isaías Pró-Moradia não estava sendo ameaçado

Pesquisa foi realizada junto ao sistema da polícia, que não acusou nenhum tipo de registro

Por Marcus Pontes - de Suzano23 MAR 2020 - 11h34
Presidente do PSDB de Suzano foi morto a tirosFoto: Marcus Pontes/DS

A morte do presidente do Diretório do PSDB de Suzano, Isaías Martins da Silva, o Isaías Pró-Moradia, deixou à tona uma série de questionamentos: quem o matou e o por quê. A principal linha de investigação é a de execução. Até o momento, ninguém foi preso.

Isaías Pró-Moradia foi atingido por mais de três vezes. A hipótese é que os atiradores já o esperavam sair. O veículo da vítima não tinha marcas de perfuração na parte exterior, como vidro ou lataria. Mas, as marcas de sangue eram vistas na porta. 

Investigadores do Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) de Mogi das Cruzes tentam traçar a rota usada pelos atiradores. Imagens de monitoramento estão sendo procuradas, em busca de algum ângulo no qual mostra a chegada ou fuga dos assassinos. 

O DS apurou que, por enquanto, a polícia trata o caso como execução. A ideia é determinar se o assassinato pode ter alguma relação à política, dívidas ou desavença. Oficialmente, a vítima não havia relatado nenhum tipo de ameaça. 

Entenda o caso

O presidente do Diretório do PSDB de Suzano, Isaías Martins da Silva, foi morto sábado (21) após ser baleado. O crime aconteceu no Jardim Varan - onde a vítima morava.

Isaías vinha sendo um dos organizadores do partido tucano na preparação das eleições deste ano. Ele também era coordenador do Movimento Pró-Moradia de Suzano.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias