Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 25 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo

Polícia encontra 23 tijolos de maconha em haras em Suzano

Espaço é gerido por uma família, porém, o envolvimento direto e assumido na prática seria do filho do dono; outro suspeito também foi preso

Por Marcus Pontes - de Suzano22 AGO 2020 - 10h53
Droga apreendida pela Polícia Civil de PoáFoto: Divulgação

Um haras, localizado no Distrito de Palmeiras, em Suzano, pode ter sido base para uma das maiores quantidades de entorpecentes armazenadas no Alto Tietê. Trata-se de mais de 10 toneladas de maconha. 

O local foi alvo de uma operação da Polícia Civil de Poá, durante esta sexta-feira, 20. Na oportunidade, mais de 20 tijolos de maconha foram localizados e duas pessoas presas. 

Segundo a investigação, o haras fica numa localidade em que há outras propriedades semelhantes. Informações davam conta de que um desses imóveis era utilizado para receber e armazenar drogas em altíssimas quantidades. E que parte dessa droga era vendida no município poaense. 

Investigadores da DP de Poá foram até à região, e encontraram o portão do haras aberto. Ao entrarem, um indivíduo foi detido. Na ocasião, o suspeito contou estar aguardando o sócio, mas não quis falar sobre a atuação de ambos. Além disso, ele demonstrou nervosismo.

Um funcionário chegou a ser detido, mas foi liberado. O dono do haras, porém, afirmou que todos objetos armazenados pertenciam ao filho, que chegou instantes depois e confirmou a versão.

De acordo com a polícia, o suspeito deu detalhes específicos sobre o espaço ser usado pelo crime organizado. Segundo ele, integrantes de uma facção criminosa pagariam-os uma porcentagem da venda das drogas sob a condição de poderem guardar toneladas de maconha no local. Disse, ainda, que esta semana cerca de 6 toneladas de maconha chegaram, e que a droga teria sido negociada por criminosos que operam no Paraguai. 

Ainda segundo a investigação, os suspeitos contaram que, nas últimas semanas, a quantidade de drogas armazenada chegou em mais de 10 toneladas de maconha. 

O caso deve seguir sob investigação. Novas ofensivas deverão ser realizadas nos próximos dias.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias