Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 14 de outubro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 11/10/2019
CENTERPLEX 11/10 A 18/10
Villa Europa
Secom Segurança

Suspeito de matar ex-esposa sufocada no Miguel Badra é preso no interior de SP

Homem foi encontrado em São José do Rio Preto, interior de São Paulo

Por Marcus Pontes - de Suzano15 AGO 2019 - 09h23
Mulher foi morta por sufocamento com almofadaFoto: Hélio Torchi/Divulgação

Atualizado às 14h41

O principal suspeito de matar a dona de casa Maria Elisângela Alves da Silva no Miguel Badra, em Suzano, foi preso em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, durante a noite desta quarta-feira, 14. De acordo com o delegado do Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), Rubens José Ângelo, a prisão do suspeito é temporária de 30 dias. 

O ex-marido da vítima foi preso ao se apresentar na delegacia de São José do Rio Preto, na companhia de um advogado. Para Ângelo, porém, a intenção do suspeito era a de prestar depoimento e sair impune. Laudo comprovou que a vítima foi estrangulada até a morte. 

"Para se ter ideia, ele (suspeito) foi à delegacia por volta das 23 horas. De modo ardiloso e planejado, pensou que iria relatar o ocorrido e sair pela porta da frente. O que não contava era de que tínhamos um mandado de prisão em mãos", pontuou Ângelo, acrescentando que o mandado de prisão temporária é 1ª Vara Criminal de Suzano. 

Segundo a investigação, o motivo para o crime foi ciúmes. "O suspeito disse ter tentado ver o celular dela por acreditar ter sido traído. Após a negativa da vítima, ele a estrangulou", comentou Ângelo. Tanto Maria quanto o ex-marido ainda conviviam na mesma casa, apesar de estarem separados há três meses. 

Ângelo ainda falou sobre o histórico de violência no qual a vítima sofria. "Apuramos que ele batia e maltratava Maria, mas nunca foi denunciado formalmente", diz. Por isto, o delegado reafirmou a necessidade de que vítimas de violência doméstica denunciem agressores. 

Entenda o caso

Maria foi morta por estrangulamento na última terça-feira, 13. O corpo da dona de casa foi encontrado por vizinhos. Testemunhas afirmam terem ouvido pedidos de socorro antes dela ser assassinada. O crime aconteceu quando a vítima voltava para casa, após deixar os filhos na escola. 

 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias