Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 20 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

298 novos casos de dengue são registrados na região em 14 dias

11 JUN 2015 - 08h00

 Suzano, Ferraz de Vasconcelos, Mogi das Cruzes e Itaquaquecetuba registram, juntas, 446 novos casos de dengue em 14 dias. Índice representa crescimento de 24,5% em comparação ao último balanço apresentado em 28 de maio, quando somavam 1.818 casos. Segundo o novo levantamento, divulgado ontem, as cidades estão com 2.264 ocorrências confirmadas.



BALANÇO

Mogi tem o maior número de registros. De acordo com a administração, até o momento foram computados 736 casos. Destes, 602 autóctones (contraídos na cidade) e 134 importados. "O pico de ocorrências ocorreu em abril. Agora esperamos uma queda e há uma tendência natural para isso". No primeiro quadrimestre deste ano, o Núcleo de Controle e Prevenção à Dengue realizou 29.337 procedimentos de combate à doença, sendo mais de 11 mil vistorias em imóveis para bloqueio de transmissão; 3.379 tratamentos químicos (nebulizações focais e perifocais); cerca de seis mil identificações de larvas no controle da dengue e quase sete mil análises de densidade larvária.

Em seguida vem Itaquá, com 614 casos registrados até agora (612 autóctones e 12 importados). A Prefeitura atenta que houve diminuição em torno de 60% dos casos por conta das temperaturas mais amenas, falta de chuva, além de vistorias e o trabalho preventivo nos bairros.

Ferraz aparece em terceiro lugar, com 554 casos. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão vinculado à Secretaria da Saúde, a cidade começou a registrar a diminuição de novos casos de dengue. Até o momento, 22 mil locais receberam trabalho de prevenção.

Em último está Suzano, com 212 casos confirmados até agora. Destes, 139 são autóctones e 73 importados. A Prefeitura frisa que tem feito trabalho intenso de prevenção da doença, com a busca por possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. De janeiro a abril, 8.010 locais foram vistoriados pela Vigilância Epidemiológica.

"A tendência é uma redução no número de casos de dengue, especialmente por conta da chegada do inverno e falta de chuvas. A Vigilância tem registrado redução significativa nos índices de notificações da doença. Houve semanas em que foram registradas 130 notificações, no período de sete dias. Nesta semana, foram apenas oito notificações", ressalta.

Segundo a Prefeitura de Guararema, a cidade possui 168 casos confirmados, sendo 108 autóctones, 40 importados e 20 em investigação. . Desde o início do ano, a administração realizou 13.906 visitas e ações de casa a casa, bloqueio, nebulização e arrastão.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias