Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quarta 21 de abril de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/04/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
CHECK UP - PÓS COVID
GrupoIndy

Alto Tietê recebe primeiro lote para vacinação contra a Gripe

Campanha tem início em todo o país a partir da próxima segunda-feira (12/04)

Por da Região08 ABR 2021 - 18h08
Coordenadora da Câmara Técnica de Saúde do Condemat, Adriana Martins destacou os desafios e dificuldades que os municípios devem enfrentar na operacionalização simultânea de duas campanhas de vacinação: Influenza e Covid-19Foto: Isabela Oliveira/DS

Os municípios da região do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (com exceção de Santa Branca que pertence a outra Diretoria Regional de Saúde) recebem nesta semana 262.946 doses de vacina para dar início à primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (Influenza). A imunização começa na próxima segunda-feira (12/04) em todo o país com a distribuição dos grupos prioritários em três etapas.

Nesta etapa inicial serão vacinadas as crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde. Do total de doses destinadas à região neste primeiro lote, 168.927 serão para as crianças; 68.349 para os trabalhadores da saúde; para as gestantes serão 21.646; 1.783 doses são destinadas às puérperas e 241 para indígenas.

A coordenadora da Câmara Técnica de Saúde do Condemat, Adriana Martins destacou os desafios e dificuldades que os municípios devem enfrentar na operacionalização simultânea de duas campanhas de vacinação: Influenza e Covid-19.

“Os municípios têm pela frente grandes desafios na logística, definição de locais para vacinação, composição de equipes e comunicação de duas campanhas simultâneas, sendo que a campanha contra a Influenza se inicia no mesmo dia em que começa a vacinação dos trabalhadores da Educação contra a Covid-19”, disse Adriana, que citou também as dificuldades em ambas as campanhas diante da falta de comunicação do Governo do Estado e atraso em informações importantes.

A coordenadora ressaltou ainda que a vacinação contra a Influenza é muito importante pois atua preventivamente, reduz a circulação do vírus e, com o sistema de saúde sobrecarregado pela Covid-19, proteger-se do vírus Influenza evita idas desnecessárias ao hospital.

“Ambas as vacinas são importantes e uma não substitui a outra, no entanto é recomendável às pessoas que estejam infectadas ou com suspeitas de coronavírus que aguardem a recuperação antes de buscar a dose contra o vírus Influenza, evitando uma possível disseminação do vírus”, disse.

De acordo com o Ministério da Saúde, a aplicação das duas doses simultaneamente não é recomendada e a vacinação contra a Covid-19 deve ser priorizada.

Próximas etapas

De acordo com o Ministério da Saúde a segunda etapa da campanha inicia a partir do dia 11 de maio com a imunização de idosos acima de 60 anos e dos professores serem vacinados.

Já a terceira etapa da campanha acontece entre o dia 9 de junho a 9 de julho, quando serão vacinadas as pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e do exército, funcionários do sistema prisional, jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias