Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 18 de novembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 16/11/2019
PMMC NOVEMBRO AZUL
Pmmc maternidade
PMMC SEGURANÇA
CENTRO ONCOLÓGICO
PMMC MIGO

Audiência pública vai debater ações para despoluição do Tietê

Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) coloca como meta a melhoria da qualidade da água no trecho de Mogi do Tietê

Por de Mogi05 NOV 2019 - 21h18
No total, o conjunto de ações proposto incidirá sobre 12 municípios da Região Metropolitana de São Paulo, tendo como foco Mogi das Cruzes e SalesópolisFoto: Ney Sarmento/PMMC
Mogi das Cruzes vai sediar quinta-feira, dia 7, às 18 horas, uma audiência pública (Consulta Significativa Pública) do Programa Renasce Tietê, realizada pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), do Governo do Estado, e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Na ocasião, será apresentado o projeto, em fase de preparação, os desdobramentos relacionados à região e os investimentos, bem como as consequências e resultados de sua implantação. A reunião será no auditório do prédio sede da Prefeitura (avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, 277, térreo).
 
Segundo o DAEE, o Programa Renasce Tietê representa uma nova etapa de implantação do Macro Programa Várzeas do Tietê, e tem como objetivo reduzir as inundações à jusante da Barragem da Penha (trecho posterior a este ponto, no sentido da foz do rio), “recompor a flora ao longo da área delimitada pelo programa, implantar equipamentos compatíveis com as várzeas e programas de educação ambiental e empoderamento social”.
O órgão estadual também coloca como meta a melhoria da qualidade da água no trecho em que o Tietê atravessa Mogi das Cruzes.
 
“No total, o conjunto de ações proposto incidirá sobre 12 municípios da Região Metropolitana de São Paulo, tendo como foco Mogi das Cruzes e Salesópolis”, informa o departamento. Veja abaixo as ações propostas.
O Programa Várzeas do Tietê prevê a implantação do maior parque linear do mundo. Com 75 quilômetros de extensão e 107 quilômetros quadrados de área, o parque está sendo implantado ao longo do Rio Tietê, unindo o Parque Ecológico do Tietê (na Penha) e o Parque Nascentes do Tietê (em Salesópolis). Por ser um projeto extenso e de grande complexidade, ele vem sendo implantado em diferentes fases.
 
A etapa Parque Várzeas do Tietê, que teve início em 2011, com financiamento do BID, está em fase de finalização e teve como objetivo aumentar a capacidade de retenção de água na bacia do Alto Tietê.
 
“Para isso, foram executadas obras e ações para recuperação das várzeas nos trechos afetados por ocupação irregular, proteção do meio ambiente natural em trechos preservados, promoção de usos sustentáveis e compatíveis com a função natural das várzeas, como educação, cultura, esporte, turismo e lazer, e, por fim, garantia de habitações dignas para a população a ser realocada pelo seu reassentamento”, conclui o DAEE.
 
Na ocasião, serão apresentadas as seguintes ações: implantação do Parque Salesópolis; Despoluição das águas pluviais de Mogi das Cruzes que contaminam o Tietê; Implantação de rede de seções de controle quantitativo e qualitativo das águas do Rio Tietê; entre outros.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias