Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Empresas de caminhão pipa adotam medidas

29 MAR 2015 - 08h01

 Contratação de novos funcionários, aumento da frota, duplicação da vazão, alteração do período de trabalho. Estas são algumas das medidas adotadas por empresas de caminhão pipa do Alto Tietê. As iniciativas foram aplicadas há alguns meses, mas visam atender a alta demanda no período de verão.

A época é considerada pelos empresários do setor uma das mais lucrativas do ano. Mas desde o início da estiagem, quando a região começou a sofrer com a falta de água que as empresas precisaram se adaptar para atender a clientela. Segundo elas, os condomínios são os que mais sofrem com a falta de abastecimento e consequentemente os que mais contratam o serviço.

Segundo a administradora, Alessandra Lima, da Flash Água, a empresa abastece Suzano, Poá, Itaquaquecetuba, entre outras cidades da grande São Paulo. "Umas das medidas adotadas foi à operação no período noturno. Antes trabalhávamos apenas de dia, mas muitos condomínios proíbem o abastecimento no diurno, em decorrência da área de serviço. Então fazemos a distribuição de noite", explica.

Alessandra adianta que os seis caminhões e uma carreta percorrem em média 200 quilômetros diariamente para abastecer em média 10 empresas ou residenciais. Ela completa que a procura por caminhão pipa subiu 50%. "Esta é outra questão que nos fez adotar uma nova medida, trabalhar por agendamento. Hoje recebemos inúmeros pedidos e preferimos agendar para não atrasar o serviço", frisa.

O empresário David Borges conta que a Vale Águas, de Guararema, precisou aumentar a frota em 30% e já aumento o faturamento em 20%, sendo 50% o esperado para o verão. De acordo com Borges, o cliente precisa analisar a certificação da empresa antes de contratar o serviço. Ele explica que muitas fornecedoras não possuem regulamentação, limpeza ou depósito de armazenamento.

"Sem estas condições a empresa pode fornecer água contaminada, por exemplo. Por isso, é importante que o consumidor pense no custo benefício e não apenas no preço do produto", ressalta. A Vale Águas abastece Santa Isabel, Taubaté, Guararema, entre outras localidades.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias