Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quarta 27 de outubro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/10/2021
GrupoIndy
Pmmc Parque
SOUSA ARAUJO - SIENA
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC PPM

Frente de Trabalho de Poá inicia terceira etapa de avaliação

Prefeitura quer iniciar convocação dos bolsistas até o dia 15 de outubro; serão 100 beneficiados pelo programa

Por de Poá24 SET 2021 - 21h47
Processo de avaliação da documentação é a última etapa antes da convocaçãoFoto: Rodrigo Nagafuti/Secom Poá
A Prefeitura de Poá iniciou a 3ª fase para a formação da nova Frente de Trabalho Municipal nesta quinta-feira (23). O processo de avaliação da documentação é a última etapa antes da convocação dos munícipes que ocuparão as 100 vagas disponíveis.
 
Segundo o responsável pela Pasta, Alcides Leme da Silva Júnior, nesta quarta-feira (22/09) foi realizado o último dia de recebimento da documentação pessoal dos inscritos e de avaliação social. 
 
“Estamos entrando na última etapa antes da convocação para o Programa de Combate ao Desemprego e Incentivo à Qualificação Profissional. Vamos agilizar esta avaliação para iniciar a convocação dos bolsistas até o dia 15 de outubro”, afirmou.
 
A prefeita Marcia Bin solicitou ao secretário celeridade neste processo com a finalidade de colocar a Frente de Trabalho para atender as demandas do município o quanto antes. 
 
“Este programa é uma necessidade que a cidade tem, por isso trabalhamos para que pudéssemos implantá-la ainda este ano. Por meio da contratação destes bolsistas, conseguiremos solucionar os diversos problemas e auxiliar na renda dos munícipes que se encontram desempregados no momento”, disse.
 
Frente de trabalho
 
O Programa de Combate ao Desemprego e Incentivo à Qualificação Profissional conta com 100 vagas com bolsa-auxílio no valor mensal de R$ 802,85 e cesta básica no valor de até R$ 150 para trabalhadores desempregados, residentes no município. A Frente de Trabalho tem como objetivo proporcionar ocupação, qualificação profissional e renda aos trabalhadores desempregados e em situação de vulnerabilidade social.
 
“O benefício será concedido pelo período de 12 meses, podendo ser prorrogado por igual período. Além da bolsa e cesta básica, o selecionado também terá cursos de qualificação e/ou alfabetização, além de um seguro de acidentes pessoais. A jornada de atividade no programa será de 36 horas semanais, com 32 horas de trabalho e quatro horas de qualificação profissional, sendo a participação obrigatória no curso”, finalizou o secretário.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias