Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 13 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 12/12/2017
mrv

Mais de 39 mil residências são vistoriadas na região em ação de combate à dengue

24 MAI 2015 - 08h00

Em apenas seis dias - de 13 a 19 de junho - , a região do Alto Tietê confirmou mais 26 novos casos de dengue.

A região luta para combater a doença. Já foram vistoriadas em cinco cidades da região 39.360 casas, divididas em Suzano (10.461), Ferraz (13.048), Poá (2.677), Itaquá (1.610) e Mogi das Cruzes (11.564).

Há duas semanas eram de 1.092 casos de dengue em todo o Alto Tietê. Na semana passada, 1.118.

Em Poá, registrou um salto nos registros de 85 para 102. Em Suzano, a alta de novos casos chegou a nove, totalizando 139 casos. Na semana passada eram 130. Em Ferraz e Mogi não houve aumento de casos, segundo as prefeituras.

Dos 139 casos confirmados em Suzano, 79 são autóctone e 60 importados. Para conter o avanço de novos casos, a prefeitura de Suzano intensificou suas ações de combate à doença nos bairros da Casa Branca, Parque Maria Helena Rio Abaixo e no Distrito de Palmeiras. Estas regiões são as mais afetadas no município, de acordo com o mapeamento da administração municipal.

Em Poá, foi o município da região com maior índice de casos confirmado desde a semana passada quando o DS publicou matéria com os números de casos. Subiu de 85 para 102 casos. A maioria deles são importados.

De acordo com administração municipal, algumas residências tiveram reincidência de focos do mosquito. As equipes de rua oferecem serviços de telamento de caixas d'água, limpeza de terrenos e aplicação de inseticida. Este mês 2.677 residências foram vistoriadas. A prefeitura vai promover uma força-tarefa continua neste fim de semana em Calmon Viana e no Centro.

Mogi das Cruzes continua com o mesmo número de casos confirmados da doença, 428 até ontem, segundo a prefeitura. No total, mais de 29 mil procedimentos de controle e prevenção foram executados no município.

O saldo no primeiro quadrimestre chegou aos 11.564 imóveis vistoriados pelas equipes do Núcleo de Controle e Prevenção. De acordo com a prefeitura 3.379 tratamentos químicos foram feitos.

Nas residências, 6.081 larvas do mosquito foram contabilizadas, além de 6.914 análises de densidade larvária realizadas. Outras 835 visitas foram delegadas no município em decorrência das notificações de suspeitas da doença.

Os trabalhos de coleta e vistoria também foram concentrados em mais 359 pontos estratégicos. No total, dez autuações sanitárias foram emitidas.

Depois de 803 notificações de casos de Dengue e 449 casos confirmados, Ferraz de Vasconcelos decretou estado de emergência. Segundo o Centro de Zoonoses de Ferraz de Vasconcelos, 13.048 residências foram visitadas em todo o município desde o início deste ano. Não houve mortes. O recorde de fiscalizações aconteceu no mês passado, quando foram contabilizadas 5.950 visitas. Até a semana passada, 3.119 residências passaram por vistorias das equipes de controle. Segundo levantamento da administração municipal de Ferraz quatro residências foram notificadas por não manterem seus quintais limpos e livres dos focos da doença.

Com as ações de intensificação de combate à doença, o departamento de zoonoses registrou queda média de 40% nos novos casos. Os munícipes também ajudaram e denunciaram 106 casos de possíveis focos de larvas do mosquito.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias