Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 22 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Marco Izzo assume pasta e Poá lança força-tarefa contra dengue

30 ABR 2015 - 08h00

 O médico Marco Izzo, ex-interventor da Santa Casa de Suzano, assumiu oficialmente o cargo de secretário de Saúde no dia em que o prefeito Marcos Borges (PPS) determinou a realização de uma força-tarefa com as várias secretarias municipais que atuarão em conjunto no combate à dengue. “Estou fazendo um diagnóstico da ação global da saúde. Até 10 de maio, o prefeito vai anunciar as ações da Saúde em Poá”, disse Izzo, em entrevista ao DS. “O principal problema refere-se ao número de leitos hospitalares”, acrescentou o novo secretário.



DENGUE

Durante a apresentação de ação de combate contra a dengue, o prefeito Marcos Borges pediu a contratação emergencial de novos agentes especializados em ação de combate a endemias para ampliar as ações.

Mesmo com os crescentes casos de dengue em todo o Estado, Poá não se encontra em situação de epidemia, conforme a classificação da Secretaria Estadual e do Ministério da Saúde. O município de Poá está abaixo do percentual de casos preconizado pelo estado e Ministério da Saúde. Dados atualizados informam que Poá, está com 71 casos de dengue confirmados, porém 43 são importados, ou seja, a transmissão da doença ocorreu fora do município. Para decretar estado de epidemia é preciso 169 casos autóctones (quando é contraído na cidade) ou para emergencial com 300 casos para cada 100 habitantes.

Diante desses números, registra-se que Poá está classificada na fase inicial de transmissão da doença. Segundo o prefeito, o foco é ter atuação de prevenção contínua, e que a reunião para a preparação de força-tarefa de combate é importante. "Tratamos do bem estar da população, pois ninguém está imune ao mosquito da dengue, por isso, de forma integrada, a Prefeitura irá agir e utilizar os equipamentos e ferramentas necessárias. Com o aumento do efetivo de agentes, o trabalho de controle mecânico poderá ser levado a mais casas do município", afirmou.

Um cronograma de atuação foi traçado entre as secretarias de Saúde, Serviços Urbanos, Segurança, Administração, Jurídico, Obras, Educação, Meio Ambiente e Comunicação.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias