Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 22 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE

Maternidade do Hospital Ipiranga fecha hoje em Mogi

15 JAN 2016 - 07h00

 A partir de hoje, a maternidade do Hospital Ipiranga, em Mogi das Cruzes, está com as suas atividades encerradas. Com isso, o Alto Tietê registra a sua quarta maternidade fechada em um período de cinco anos. De acordo com a assessoria de imprensa da Rede Ipiranga, todo procedimento de adequação e transferência dos atendimentos de maternidade, unidade de terapia intensiva neonatal, centro obstétrico, pronto-atendimento obstétrico e berçário já foram realizados. Tanto que já não existe paciente internado ou utilizando essa área da unidade mogiana. Desde os últimos dias, quem procura o serviço é encaminhado para o Hospital e Maternidade Ipiranga de Arujá, localizado na Avenida Melvin Jones, 90, no Centro da cidade.

"As pacientes foram devidamente orientadas sobre o encerramento das atividades e comunicadas sobre o encaminhamento para o Hospital e Maternidade Ipiranga Arujá, que pertence à Rede Ipiranga. Reforçamos que as pacientes também entrassem em contato com o seu plano de saúde para serem informadas sobre outras opções de Maternidade em Mogi das Cruzes e região", declarou, em nota, a assessoria de imprensa do hospital.

Nos últimos dois anos, a maternidade do Ipiranga em Mogi realizou uma média de 120 partos por mês. Apesar da confirmação do fechamento, o Hospital não entrou em detalhes sobre o motivo da decisão. Inaugurado há mais de 50 anos, o centro médico foi adquirido há três anos pela Amil. Na ocasião, a empresa anunciou investimentos na maternidade, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal e aumento em 50% no número de leitos.

Além do encerramento das atividades da maternidade Ipiranga em Mogi, desde 2010, duas unidades que atendiam gestantes foram fechadas em Suzano (Campos Salles e São Sebastião), além da maternidade do Hospital Osíris Florindo Coelho, em Ferraz, que permaneceu sem atividades por aproximadamente um ano.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias