Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 14 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/12/2019
PMMC DENGUE
CENTRO ONCOLÓGICO
Segurança

Região registra 67 assaltos a ônibus; entre outubro e novembro foram 22

Dados são de empresas que administram ônibus urbanos em Ferraz, Itaquá, Poá e Suzano

Por Daniel Marques - da Região17 NOV 2019 - 00h04
Região registra 67 assaltos a ônibus; entre outubro e novembro foram 22Foto: Sabrina Silva/DS
O Alto Tietê registrou 67 assaltos no período de janeiro a novembro de 2019. Destes, 50 casos foram a ônibus municipais (que atendem Ferraz, Itaquá, Poá e Suzano) e 17 registros foram em intermunicipais (que atendem as demais cidades). Os dados são da Radial Transporte e da Expresso Planalto, empresas que operam com o transporte coletivo nas quatro cidades citadas.
 
Nos ônibus municipais, 15 casos ocorreram entre os meses de outubro e novembro. A frota intermunicipal computou 9 assaltos nesse período. Dos 67 casos do ano, 22 ocorreram nos últimos 42 dias, somando municipais e intermunicipais. 
 
Em 2018, a Radial computou 82 assaltos. Em 2019, esse número foi de 33. A empresa administra o transporte em Ferraz, Poá e Suzano. Já a Expresso Planalto registrou 34 assaltos só na cidade de Itaquá em 2019. A empresa não tem os números de 2018 para o comparativo, já que assumiu o transporte na cidade em novembro do ano passado.
 
Outras cidades
 
A CS Brasil, empresa que administra os ônibus municipais em Mogi das Cruzes, enviou uma nota afirmando que, por questões políticas internas, não divulga números de assaltos, mas que em 2019, no comparativo com 2018, o número de casos caiu pela metade. 
 
Por telefone, a assessoria de imprensa da empresa assegurou que o número de assaltos a ônibus em Mogi é "pequeno".
 
A onda de assaltos deixa o cenário preocupante para motoristas da região. Genivaldo da Hora Lisboa, 45, é fiscal de uma linha da empresa Radial em Suzano. Ele diz que os motoristas relatam que os assaltos estão acontecendo principalmente nos bairros de Palmeiras, Jardim Fernandes e Jardim Colorado, especialmente próximo à Escola Técnica Estadual (Etec) instalada no bairro. "Quase todos os dias, algum motorista da linha do Jardim Colorado reclama de assalto. A frequência aumentou muito. Alguém tem que fazer algo para ajudar", pede Lisboa.
 
Edmario da Silva Camargo, 36, disse que os colegas estão trabalhando com pouco dinheiro, e que isso causa mais medo. "Se o assaltante chegar e ver que não temos muito dinheiro, pode ser pior para nós", teme o motorista.
 
"A gente fica cismado. É preocupante essa situação. Nunca sabemos o que vai acontecer ou como cada motorista pode reagir a um assalto", diz o motorista Ubiraci Siqueira dos Santos, 70.
 
Respostas
 
Em nota, a Radial Transporte afirma que colabora em todos os sentidos com as autoridades policiais e com a segurança de seus funcionários. Além disso, a empresa afirma que os ônibus que atuam em Suzano, Ferraz e Poá contam com equipamentos de bilhetagem eletrônica, que reduzem o fluxo de dinheiro nos veículos. "Esta é uma iniciativa importante para desencorajar o assalto", diz trecho da nota.
 
Já a Expresso Planalto afirmou que treina seus motoristas para não reagirem aos assaltos. A empresa diz que os ônibus dispõem de cofres, para que os motoristas guardem o dinheiro.
 
A Secretaria de Segurança Pública (SSP) não respondeu aos questionamentos da reportagem.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias