Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sexta 24 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2017
mrv

União repassa R$ 12,1 mi para 72,8 mil famílias no Alto Tietê

19 MAI 2015 - 08h00

 Mais de 72,8 mil famílias carentes do Alto Tietê começaram a receber, ontem, os repasses do programa Bolsa Família. O montante total depositado aos beneficiários ultrapassa os R$ 12,1 milhões. Cada família recebe, em média, R$ 166,34. Os dados foram calculados pelo DS com base em informações do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), responsável pelo programa. O pagamento segue até o dia 31.

Dentre as dez cidades da região, Mogi das Cruzes possui o maior número de famílias favorecidas com a ajuda financeira: mais de 20,2 mil. Por esse motivo, o valor repassado é o maior de todo o Alto Tietê, R$ 3,95 milhões. Cada família recebe R$ 195,15, a média mais alta da região e do País, que está em R$ 167,95 neste mês.

Em seguida aparece Itaquaquecetuba, com mais de 18,7 mil famílias participantes do programa recebendo aproximadamente R$ 156,81 cada. O total depositado para ela ultrapassou os mais de R$ 2,94 milhões. A cidade com o menor número de famílias cadastradas na iniciativa é Salesópolis. Por lá 748 estão recebendo um total de R$ 103,7 mil neste mês ou uma média de R$ 138,70 cada.

O benefício é pago nos últimos dez dias úteis de cada mês, de forma escalonada. Para saber em que dia sacar o dinheiro, a família deve observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão. Para cada final do NIS, há uma data correspondente por mês que indica o primeiro dia em que a família pode fazer o saque. Os recursos ficam disponíveis para saque durante 90 dias.

De acordo com o ministério, o Bolsa Família contribui para a superação da pobreza de duas formas: transfere a cada mês uma quantia em dinheiro diretamente às famílias e acompanha, nas áreas de saúde e educação, as crianças, os adolescentes e as mulheres grávidas que recebem o benefício. O valor repassado depende do número de membros da família, da idade de cada um e da renda declarada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadastro Único).



BRASIL

Neste mês, o MDS está repassando R$ 2,3 bilhões para complementar a renda de mais de 13,7 milhões de famílias.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias