Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Alckmin entrega obra de captação de água do Rio Guaió e descarta rodízio

30 JUN 2015 - 08h00

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) deu início, na manhã de ontem, à captação de água do Rio Guaió, em Suzano. Com isso, mil litros de água por segundo serão transportado do rio para o Sistema Produtor Alto Tietê (Spat), beneficiando diretamente 300 mil moradores de Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Poá, Suzano e Mogi das Cruzes. O governador voltou a descartar a possibilidade de rodízio de água, mas destacou que o uso racional deve ser mantido. Foram investidos R$ 28,9 milhões para ligar o rio ao sistema. A entrega das obras do Rio Guaió foi a primeira das três previstas para garantir o abastecimento durante a crise hídrica.

O governador garantiu ainda que em julho, o Estado entregará a ampliação da Estação de Tratamento de Água do Alto da Boa Vista, do Sistema Guarapiranga, que também acrescentará cerca de mil litros por segundo na produção de água, que ajudará para desobstruir o Sistema Cantareira.

A terceira obra trata-se da interligação do braço Rio Grande (que pertence à Represa Billings) ao sistema Alto Tietê, com previsão de entrega para setembro. Esse último empreendimento está orçado em R$ 132 milhões e proporcionará um repasse de até quatro mil litros de água por segundo à Represa Taiaçupeba.

Com todas as ações, serão aproximadamente seis mil litros por segundo de água que equivale ao abastecimento de quase dois milhões de pessoas.

"Com o uso consciente da água e com as obras sendo entregues dentro dos prazos estabelecidos podemos descartar o rodízio. Nós não estamos contando com chuvas do período de julho, agosto e setembro, pois é um período seco de inverno e com o cronograma certo queremos nivelar a afluência à quantidade de consumo de água", ressaltou Alckmin.

Implantada em Suzano, perto do limite com Ferraz de Vasconcelos, e com mão de obra própria da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), a obra do Rio Guaió conta com nove quilômetros de adutoras, com uma estação elevatória de água bruta e válvulas redutoras de pressão.

"A obra levará água para o Ribeirão dos Moraes, afluente do Rio Taiaçupeba-Mirim que, por sua vez, deságua na Represa Taiaçupeba. Além da grande contribuição na economia da água, Suzano está mais uma vez colaborando nesse momento de seca", comentou o prefeito de Suzano, Paulo Tokuzumi (PSDB).

"É uma obra importantíssima para garantir o abastecimento de água para a população neste período de estiagem, que segue até setembro. O governo do Estado está cumprindo o seu papel", disse o deputado estadual Estevam Galvão (DEM).

O Sistema Alto Tietê tem capacidade para tratar 15 mil litros por segundo. Ontem, os dados da Sabesp mostravam o sistema operando com apenas 20,7% da sua capacidade. O governador destacou que por isso a captação do Rio Guaió é tão importante para esse período. "É natural que caia em julho e agosto e por isso estamos complementando com água nova de outros sistemas. Nós não estamos contando com São Pedro", acrescentou o governador.

Também compareceram ao evento o secretário estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, Benedito Braga, o diretor metropolitano da Sabesp, Paulo Massato, o deputado estadual Luiz Carlos Gondim (SD). Além dos prefeitos de Ferraz de Vasconcelos, Acir Filló (PSDB); de Mogi das Cruzes, Marco Bertaiolli (PSD); de Salesópolis, Benedito Rafael da Silva (PR) e de Arujá, Abel Larini (PR).



TRAÇADO DA ADUTORA

O Rio Guaió nasce em Mauá, no ABC Paulista, passa por Suzano, Ferraz de Vasconcelos e deságua no Tietê. Com a obra, serão bombeados 120 metros na estação elevatória. Em seguida, ela será lançada no Ribeirão dos Moraes, afluente do córrego Taiaçupeba-Mirim, por meio de tubulações, e depois direcionada naturalmente para a Represa Taiaçupeba.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias