Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 09 de dezembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 09/12/2021
CIA SUZANO
SOUSA ARAUJO - SIENA
SECOM CORUJÃO DA SAÚDE
CREA- SP TRANSFORMAÇÃO DEZEMBRO 2021
Saúde

Com alas fechadas, Santa Casa inicia transferências

Unidade está remanejando pacientes para concluir as obras da cobertura do telhado

Por Matheus Cruz - de Suzano17 OUT 2021 - 10h10
Com alas fechadas, Santa Casa inicia transferênciasFoto: Regiane Bento/DS
A Santa Casa de Misericórdia de Suzano realizou, até agora, pelo menos, dez transferências de pacientes para hospitais da região via Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross). A unidade está remanejando pacientes para concluir as obras da cobertura do telhado, que atualmente está 75% pronta.
 
De acordo com a Secretaria de Saúde, as transferências se referem a duas pacientes de maternidade e oito de ortopedia, ou seja, casos clínicos e cirúrgicos provenientes do Pronto-Socorro Municipal. Os pacientes foram transferidos entre os dias 9 e 12 de outubro para os hospitais referenciados da região, como o Santa Marcelina, localizado em Itaquaquecetuba, Luzia de Pinho Melo e Dr. Arnaldo Pezzuti Cavalcanti, de Mogi das Cruzes, o Dr. Osíris Florindo Coelho, em Ferraz de Vasconcelos, além do Estadual de Diadema.
 
Neste processo, apenas pacientes de partos e cirurgias estão sendo transferidos. O Executivo suzanense calcula que a Santa Casa realiza em média 220 partos e 30 cirurgias ginecológicas por mês.
 
Segundo a pasta, os pacientes são transferidos por meio de ambulância do serviço de transporte da Santa Casa ou então em uma viatura de suporte avançado (UTI móvel) da Secretaria. No procedimento, após a transferência via Cross, a responsabilidade pelo paciente passa a ser da unidade de referência que o acolheu.
 
Para garantir que os pacientes não fiquem desassistidos durante esse processo, a Prefeitura informou que ainda antes do trabalho de melhorias no telhado começar, a Secretaria de Saúde havia se reunido e organizado a estratégia junto ao governo do Estado para uma transferência rápida e segura, conquistando, assim, os hospitais referenciados que passam a acolher os pacientes do município.
 
De acordo com o Executivo suzanense, a reforma do telhado da Santa Casa não acontecia desde 1964. Antes de começar a reforma, foi realizada uma organização de planejamento, inclusive com apoio do governo do Estado. O apoio foi importante para que os serviços alcançassem o atual percentual de 75% de conclusão, sem que interferisse no atendimento da unidade. Na fase atual, a troca ocorre sobre o centro cirúrgico, e por isso é necessário o remanejamento de pacientes. Após os trabalhos no telhado, o local receberá serviço de manutenção e zeladoria completa, tornando-se um espaço mais acolhedor.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias