Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 15 de outubro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/10/2019
Secom Segurança
Villa Europa
Cidades

Cozinheira que ajudou a salvar alunos será ‘Servidora do Ano’

Merendeira receberá premiação, no dia 6 de dezembro, por trajetória e ação no dia do massacre

Por Daniel Marques - de Suzano10 OUT 2019 - 23h58
Cozinheira que ajudou a salvar alunos será ‘Servidora do Ano’Foto: Sabrina Silva/DS
A merendeira Silmara Cristina Silva de Moraes, que ficou bastante conhecida por ajudar a salvar crianças durante tragédia na Escola Estadual Professor Raul Brasil, ocorrido em março desse ano, foi indicada pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Suzano ao prêmio de "Servidora Executiva do Ano".
 
É um reconhecimento pela trajetória que Silmara trilha como servidora pública na cidade e pela atitude que a cozinheira teve durante o massacre, ao abrir as portas da cozinha para que vários alunos adentrassem - ação que certamente salvou várias vidas naquela manhã. 
 
A premiação acontecerá no dia 6 de dezembro, a partir das 19 horas, nas dependências da Câmara Municipal de Suzano. (leia matéria abaixo)
 
Silmara concedeu entrevista ao DS na manhã dessa quinta-feira, 10, e falou que está feliz pelo reconhecimento, mas que não se considera uma heroína como vem sendo dito. "Foi um ato de amor, e eu fico feliz e honrada, mas sei que aquele ato não foi como muitos têm falado", conta.
 
Ela continuou dizendo que questiona a atenção que recebe em comparação às outras duas cozinheiras que estavam no dia, Sandra Aparecida Ferreira e Lizete Alves dos Santos - esta última se aposentou recentemente. "Somos três, e cada uma tomou uma atitude. Tem hora que eu fico questionando, porque às vezes eu me sinto mal, por falar sobre mim. Eu não estava sozinha e em todas as entrevistas sempre falo 'nós'. Eu as levo para onde for", conta.
 
O dia
 
Silmara e Lizete relembraram o dia durante a entrevista. Silmara contou que escolheu a profissão porque gosta de cozinhar e, juntas, começaram a explicar cronologicamente o que passaram. "Fizemos a merenda, era um dia normal. Servimos algo em torno de 35 crianças até ouvirmos o primeiro barulho.", relatou Silmara, já emocionada.
 
"No primeiro estouro, falei à Silmara que era bombinha, porque era algo normal. Continuamos e, em seguida, escutamos os barulhos acompanhados com clarão. Um aluno gritou que eram tiros e todos começaram a correr. A Silmara abriu a porta enquanto eu fechei a janela do balcão", contou Lizete.
 
Em seguida, Silmara disse que começou a gritar para que os alunos entrassem na cozinha, enquanto Lizete e Sandra acolhiam as crianças na cozinha. “Enquanto as crianças entravam, eu parei na porta e vi como ele (um dos assassinos) estava tão perto da gente. Lá dentro sentimos medo de ele olhar pela vidraça e atirar”, relatou.
Lizete, que se aposentou recentemente, contaouque sempre vai à escola visitar as crianças e as amigas. “Temos um vínculo”, disse.
 
Presidente do Sindicato diz que é necessário fazer o reconhecimento
 
O prêmio de "Servidor Executivo do Ano de 2019" será entregue a Silmara Cristina Silva de Moraes, em solenidade que acontecerá no dia 6 de dezembro, às 19 horas na Câmara Municipal de Suzano. 
 
A indicação da merendeira que salvou várias crianças durante o massacre no Raul Brasil foi feita pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Suzano. Ela foi a escolhida entre os cerca de 5,6 mil servidores de Suzano, e receberá uma placa de "honra ao mérito" como prêmio.
 
Durante entrevista ao DS,o presidente do sindicato Claudio Aparecido dos Santos, o Ted, explicou os motivos que levaram a associação a escolher Silmara. Ele diz que a postura no trabalho e a reação ao escutar os tiros fazem de Silmara uma pessoa exemplar. "Houve uma comoção geral por conta do acontecimento, e como ela é servidora municipal há vários anos trabalhando na área, temos que reconhecê-la", afirmou.
 
O Secretário Geral do sindicato, Carlos Amaro, o Grillo, destacou a reação de Silmara ao receber a notícia. “Quando liguei para ela, a primeira coisa que me falou era que homenageássemos mais pessoas. A aura dela parece que traz tranquilidade”, destacou.
 
Ted disse que Silmara é uma personalidade que tentou ajudar os servidores e as crianças e que, por isso, é uma pessoa importante para o município. "Toda a população deve conhecer a servidora que estava disponível para o seu trabalho, não só como merendeira. Isso nos levou a gratificá-la pelo período que está como cozinheira e pelo bom trabalho como cidadã do município", disse. 
 
O presidente reforçou a importância de Silmara para a categoria ao dizer que a cozinheira representou "todos os servidores de Suzano", e que ela fez "além da função dela". "Salvou várias vidas. Queríamos agraciá-la com esse prêmio", falou. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias