Envie seu vídeo(11) 4745-6900
domingo 17 de outubro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/10/2021
MAGAZINE CAZARINI
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Cidades

Demora no intervalo entre ônibus prejudica professores e alunos de escola em Palmeiras

Problema tem atrasado a chegada de alunos e professores na unidade

Por Thiago Caetano - de Suzano21 SET 2021 - 14h14
Demora no intervalo entre ônibus prejudica professores e alunos de escola em PalmeirasFoto: Regiane Bento/DS
A demora no intervalo entre ônibus tem prejudicado professores e alunos da Escola Estadual Helena Zerrener. A instituição está localizada no Distrito de Palmeiras, em Suzano. O problema tem atrasado a chegada de alunos e professores na escola. 
 
A escola está na rota de duas linhas da concessionária Radial Transporte: 12 TR (Terminal/Duchen Via Jardim Brasil) e 15 TR (Terminal/Duchen Vila Ipelândia). Segundo um dos professores, dois ônibus das duas linhas pararam de circular devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O problema é que a situação continua, mesmo após o retorno das aulas presenciais.
 
Professores e funcionários fizeram a solicitação pedindo o acréscimo de dois ônibus nas duas linhas. Até então, sem êxito. A maioria depende do transporte público. “Trabalho na escola desde 2008 e nunca tive problema com ônibus. Nunca foi tão difícil como está agora”, disse a professora Inês da Silva Carvalho.
 
A professora se preocupa, principalmente, com o período da tarde. Ela afirma que o problema começou após a retirada de dois ônibus das duas linhas. “Tiraram dois ônibus de cada linha por conta da pandemia. Mas até o último dia antes da paralisação não tínhamos esse problema. Durante a tarde, a rua fica deserta. Não é legal ficar no ponto de ônibus. É perigoso”, relata.
 
Felipe Lourenço Pimentel afirma que a demora tem causado atraso. Na saída, a demora é excessiva. “É um desrespeito conosco e com os moradores. Muitos alunos chegam às 7h30, sendo que as aulas começam às 7 horas. Atrasam os alunos do período da tarde também. E na saída, há uma demora excessiva. Nem todos possuem um veículo próprio”, criticou.
 
A única alternativa para a professora Rita de Cássia é pegar carona. Mas nem sempre é possível. Ela mora no Centro de Ferraz de Vasconcelos. “Está horrível. Quando não consigo pegar carona fico desesperada”, afirma.
 
Os problemas não amenizam na volta para a casa. “Tem um parque naquela região. Na volta, quando consigo pegar a tempo, o ônibus volta está muito cheio”.
 
A professora Cristiane Buke mora no Distrito de Palmeiras. Ela afirma que a condução não passa às 7 horas no local e cobra solução. “Não tem ônibus para professores e alunos. Eles dependem do transporte. Eles vivem em função do parque e não do trabalhador e das pessoas que vivem aqui”, finalizou.
 
Estudo vai elaborar horários de entrada e saída
 
De acordo com a Prefeitura, a concessionária está elaborando um levantamento sobre os horários de entrada e saída da escola. A ideia é adequar o atendimento dos usuários. As alterações devem ser providenciadas ainda nesta semana.
 
Radial Transporte
 
O DS também entrou em contato com a Radial Transporte sobre a situação. 
No entanto, a empresa não respondeu até o fechamento desta reportagem. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias