Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 13 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/12/2017
mrv

Escolas investem em testes semanais visando o vestibular

12 MAR 2015 - 08h01

Testes semanais e simulados desde o Ensino Fundamental se tornaram estratégias de escolas particulares de São Paulo na preparação para o vestibular. Segundo os colégios, a ideia é acostumar os alunos ao formato das provas e melhorar o acompanhamento da aprendizagem. Mas o cuidado, para especialistas, é não incentivar um ambiente de nervosismo e disputa entre os estudantes.

O Colégio Visconde de Porto Seguro, no Morumbi, Zona Sul, adotou neste ano provas semanais, de duas ou três disciplinas por vez, no Ensino Médio. Para o professor, serve como diagnóstico constante do aprendizado. "O aluno tem feedback logo depois de ter estudado", explica Carlson Toledo, diretor de Ensino Médio da escola.

Para o aluno, o objetivo é manter a disciplina de estudos fora da classe. Lucas Salgueiro, de 17 anos, do 3º ano do Ensino Médio, aprovou a novidade. "Por mais que se faça exercício em casa, a gente não sabe como vai ser na hora do teste, com a ansiedade." Neste ano, houve ainda aumento da carga horária de aulas no colégio. Os ajustes levaram em consideração o perfil dos principais processos seletivos do País e exterior.

Desde cedo

No Colégio Pio XII, no Morumbi, Zona Sul, a maratona de simulados já começa no 6º ano do Fundamental. Os alunos fazem provas a cada dois meses, em salas diferentes das que têm aulas, com carteiras etiquetadas e colegas de outras turmas. O ambiente é semelhante ao de um vestibular. No 6º e 7º anos, são 60 questões de múltipla escolha. No 8º e 9º, são 80 e, no Ensino Médio, 90 itens compõem o teste, como na primeira fase da Fuvest, exame de ingresso na USP.

Joana D’Arc dos Santos, de 13 anos, diz que melhorou seu desempenho. "No início, era mais difícil. Agora, demoro menos tempo para responder às questões." Os testes tratam de todas as disciplinas. A meta é que, quando chegarem ao Ensino Médio, os alunos solucionem cada pergunta em pouco mais de três minutos, tempo médio estimado nos vestibulares tradicionais.

"Vai diminuindo o medo da prova", diz Joana, que está no 9º ano do Fundamental. Além de testar conteúdo, os simulados são um treino psicológico, explica a diretora do colégio, Fátima Miranda. "O vestibular também é uma prova de resistência emocional."

Apesar da frequência dos simulados, as duas escolas afirmam que se preocupam em manter o equilíbrio entre os exames e outros momentos de formação dos alunos, como atividades culturais e esportivas.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias