Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quarta 21 de abril de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/04/2021
Quality Admistração de Condomínios
CHECK UP - PÓS COVID
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Cazarini

Onze entidades da indústria e do comércio criam comitê para retomada da economia

Objetivo é trabalhar propostas em conjunto para possibilitar reabertura das atividades presenciais de forma consciente

Por Matheus Cruz - de Suzano09 ABR 2021 - 05h00
Onze entidades da indústria e do comércio criam comitê para retomada da economiaFoto: Regiane Bento/DS
Um grupo formado por onze entidades do Alto Tietê lançou, nesta semana, o Comitê Integrador e Participativo de Enfrentamento às Consequências do Covid-19 (CIPEC). De acordo com o comitê, o objetivo é possibilitar uma melhor articulação e promover ações em conjunto com as prefeituras da região, visando encontrar soluções para reduzir os impactos gerados pela pandemia. 
 
Atualmente, o grupo trabalha na definição dos objetivos para o comitê e na criação de um plano de trabalho, que será apresentado nos próximos dias. O presidente do Comércio Varejista de Mogi e Região (Sincomércio), Valterli Martinez, que também é um dos líderes do grupo, destacou a importância da criação do comitê.
 
“A ideia é juntar todas as entidades interessadas na retomada econômica e articular de forma mais organizada com as prefeituras da região. Ao invés de cada um levar uma solicitação para as administrações públicas, vamos trazer alternativas em conjunto para auxiliar nas decisões”, explicou Valterli. 
 
Além de propor alternativas para a retomada econômica de forma consciente, o grupo pretende promover campanhas de conscientização de segurança sanitária. De acordo com Valterli Martinez, o comitê buscará encontrar alternativas para manter o isolamento social para garantir a redução nos índices de contaminação, mas de uma maneira que não afete os setores. 
 
“Se o comercio para, para tudo. Assim como a indústria e os setores que envolvem o andamento de uma cidade. Entendendo a necessidade de cada setor, vamos conseguir, junto às prefeituras, encontrar uma melhor saída para essa situação”, disse.
 
Até o momento, o CIPEC é integrado por onze entidades; Associação dos Empresários Contábeis do Alto Tietê (AESCON), Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Mogi (Aeamc), Bunkyo - Associação Cultural de Mogi, Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) Mogi, Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) Regional Alto Tietê, Conselho Regional de Contabilidade (CRC) Mogi, Sindicato do Comércio Varejista de Mogi Região (Sincomércio), Sindicato dos Empregados no Comércio de Mogi (Sincomerciários), Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviários de Mogi, Suzano, Guararema, Biritiba Mirim e Salesópolis, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Mogi (Stermc), além do Sindicato Rural de Mogi.
 
Com a aproximação das entidades, a expectativa é abranger ainda mais sindicatos de toda a região para fortalecer o comitê. Para o futuro, o grupo também pretende atuar em outras ações estratégicas. 
 
“Hoje estamos focados na gestão da pandemia, mas podemos tocar m outros assuntos e conjunto de ações para o futuro. A ideia é atingir todo o Alto Tietê”, contou.
 
Ainda, de acordo com Valterli, já foi feito um contato com o presidente Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), Rodrigo Ashiuchi, para que a colaboração ganhe força também dentro do consorcio.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias