Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Plano de Contingência contra a crise da água será lançado neste mês

09 JUN 2015 - 08h01

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou ontem que o o plano de contingência será apresentado no final deste mês ao Comitê de Crise Hídrica. O documento vai trazer soluções para a falta de água na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), incluindo o Alto Tietê. O plano havia sido solicitado, em janeiro deste ano, pelos prefeitos da Grande São Paulo.

"Estamos superando a crise. Tanta gente torceu pelo rodízio. Não vai ter rodízio, mesmo com uma seca desta gravidade", afirmou, durante visita para instalação de membranas ultrafiltrantes na Estação de Tratamento de água do Alto da Boa Vista (ETA-ABV), em São Paulo.

A solicitação do plano foi feita em reunião com o secretário estadual de Recursos Hídricos, Benedito Braga. Na ocasião, prefeitos da RMSP, incluindo da região, cobraram três medidas do Governo do Estado: instalação de um comitê de crise, apresentação de um plano de contingenciamento para minimizar os impactos da falta d'água e a criação de um plano de comunicação para a população.



OBRAS

O tucano comentou também sobre o atraso nas obras da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), incluindo as que estão sendo realizadas nas estações da Linha 11-Coral. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) afirmou que vai cobrar o cronograma físico-financeiro de todas as obras que estão sendo executadas com fins de ampliação, modernização e operação da malha metroviária e ferroviária na capital e cidades da Grande São Paulo. "Vejo muito essa questão de 'atrasou 30 dias', 'atrasou não sei quê', mas a leitura é equivocada. Não há no Brasil nenhum conjunto de obras metroferroviárias do tamanho de São Paulo". Apesar de ter minimizado os atrasos, a estação de Suzano, por exemplo, está com as obras atrasadas em cerca de um ano da primeira data prevista para a entrega.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias