Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 01 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/11/2020
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro
ERICA ROMÃO
GOLDSTAR
Reisinger Ferreira
GOLDSTAR

Portal da Transparência em Suzano tem média de 1,5 mil acessos por dia

11 JUN 2016 - 08h00

O Portal da Transparência recebe uma média de 1,5 mil acessos por dia, aproximadamente 45 mil pesquisas ao mês. A plataforma está, junto com a de Poá, em primeiro lugar entre as das cidades do Alto Tietê com maior nota, de 9,3, avaliada pelo Ministério Público Federal (MPF) e na 16ª posição no ranking estadual. A informação foi divulgada pela Secretaria de Assuntos Jurídicos.

Para aumentar a nota da avaliação e, consequentemente, a posição no ranking, a Prefeitura trabalha para disponibilizar todas as informações em tempo real na plataforma, que de acordo com a secretária-adjunta de Assuntos Jurídicos, Gleize Mirela Soares, é o que falta para alcançarem a nota dez. "Essa é a nossa bandeira até o fim do mandato. Pra isso é necessário disponibilizar tudo em tempo integral, como quantidades de pedidos de informação online e quantos foram atendidos. É preciso adequar esse sistema", explicou.

Ela explicou que em 2009 houve uma mudança no texto da Lei de Responsabilidade Fiscal que exigia que houvesse transparência sobre todas as verbas e contas públicas. Em 2011, para fortalecer a ação, foi criada a Lei de Acesso a Informação, permitindo que todo cidadão pudesse ter acesso a essas informações. Porém, em 2013 a Prefeitura de Suzano ainda não tinha se encaixado a determinação federal.

"Quando assumimos em 2013, apesar da lei ter sido publicada em 2011, a Prefeitura não tinha regulamentado ainda no âmbito municipal. Nós fizemos um pacote de legislação regulamentação do processo, que foi publicada em 2014, tanto a disponibilização imediata na internet, tanto para as pessoas que não conseguem pedir pela internet possam vir até aqui e fazer o requerimento nos documentos sem cobrança de nenhuma taxa, totalmente gratuito. Existe um servidor aqui disponível ao atendimento da população que não tem acesso em casa. Basta a pessoa querer", explicou Gleize sobre as informações das contas públicas.

Para o prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB), a avaliação do MPF é um estímulo para continuar um trabalho de recuperação das finanças da cidade. "Quando assumi peguei uma situação complicada, porém, com o cumprimento do orçamento, das regras de contratações, das metas fiscais e orçamentárias, das aplicações vinculadas na Saúde e Educação, e de um trabalho para apresentar todos estes dados de forma muito transparente, tenho certeza que estamos colocando o município no caminho certo", comentou.

No ranking, depois de Suzano e Poá (leia mais na página 6) que estão na mesma posição, vem Santa Isabel em 32º lugar, com nota 9, Arujá, em 66º, com nota 8,3, Itaquaquecetuba em 139ª posição e avaliação 7,3, e Mogi das Cruzes em 149ª e nota 7,2.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias