Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 20 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Santa Casa 2 encerra atividades. Grupo de Saúde vai assumir prédio

30 JUN 2015 - 08h01

A unidade 2 da Santa Casa de Suzano, situada na Avenida Armando de Salles Oliveira, encerrou suas atividades. Um grupo de saúde, possivelmente ligado à Samed, deve assumir as atividades nos próximos dias, com o compromisso de priorizar a contratação dos 150 funcionários demitidos por conta do fechamento. A unidade 2 da Santa Casa atendia apenas os convênios. Os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) continuarão sendo atendidos pela unidade 1, conforme já é feito atualmente.

Os donos do prédio, do antigo Hospital e Maternidade São Sebastião, haviam ingressado na Justiça com ação de despejo por conta do não pagamento do aluguel do prédio. A criação de um segundo prédio para atendimento da Santa Casa foi feita na gestão passada. Uma das expectativas era fazer com que o prédio fosse autosustentável financeiramente com possibilidade, inclusive, de ajudar as despesas da unidade 1, sonho que nunca se concretizou.

Ontem, a Prefeitura de Suzano encaminhou nota sobre o fechamento da unidade, informando que os serviços privados de saúde oferecidos na unidade 2 foram encerrados. “A suspensão atende ao pleito dos donos do antigo Hospital São Sebastião, que há alguns meses buscam judicialmente reaver o prédio onde funciona a unidade de saúde e vem ao encontro da grave crise financeira da instituição”, informou nota.

De acordo com a Prefeitura, a Santa Casa 2 sempre foi um hospital privado e seu fechamento não vai prejudicar o atendimento oferecido na rede pública, por meio do Sistema Único de Saúde. “A Santa Casa 1 está em plena regularidade de funcionamento, bem como o Pronto-Socorro Municipal e as Unidades Básicas de Saúde”, continuou a nota.

Estão sendo negociados os trâmites burocráticos para a efetiva devolução do imóvel onde está localizada a Santa Casa 2. “Neste processo de devolução está sendo usada como condicionante a garantia de funcionamento da instituição, por meio do serviço privado, bem como o compromisso de possível recontratação dos atuais funcionários da Santa Casa 2, completou a Prefeitura, por meio de nota.



ADMINISTRAÇÃO

De acordo com um dos proprietários do prédio, Mauro Murakami, a administração do serviço será feita por uma empresa ligada ao Grupo Samed. A escolha pelo grupo se deu pela atual estrutura oferecida pela empresa na região. O atendimento, portanto, será particular e por meio de convênio e devem ser iniciados dentro de um mês, segundo estimativas.

Murakami explicou que, a partir de agora, será dado o procedimento de inventário e a comunicação da entrega do imóvel ao Judiciário. "Ficamos sabendo de equipamentos que foram levados para a Unidade 1. Vamos fazer o levantamento para verificar qual a atual situação dos bens", afirmou.

Para ele, a abertura da unidade deve auxiliar a população que antes recorria ao atendimento na unidade, por faltar opções na cidade e até na região. “Temos uma demanda reprimida para os convênios. Acredito que agora vamos conseguir desafogar o sistema”, finalizou Murakami.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias