Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 04 de julho de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 03/07/2020

Suzano vai vistoriar ‘Feira do Rolo’ após queixas da população

Barulho começa sempre aos domingos, às 6 horas; integrantes se aglomeram

Por Daniel Marques - de Suzano01 JUN 2020 - 21h50
Feira do rolo será inspecionada pela Prefeitura após reclamaçõesFoto: Arquivo/DS
Uma feira do rolo tem incomodado moradores do entorno da Avenida Jaguari, no Boa Vista, em Suzano.
Segundo relatos, a feira começa aos domingos, por volta das 6 horas. Os membros se aglomeram, gritam e atrapalham a passagem de veículos pela via.
 
A situação ocorre desde 2019 e os moradores de três condomínios que ficam no entorno se dizem cansados da "feira do rolo", como é popularmente chamada.
 
Em nota, o setor de Fiscalização de Posturas da Prefeitura de Suzano informou que está acompanhando o caso. Disse também que tomará as providências necessárias para combater todo e qualquer tipo de comércio ou aglomeração que não cumpra decretos e medidas de distanciamento social.
 
"Aos domingos, ocorre uma feira livre legal. Só que eles emendaram essa feira do rolo, que foi para a Avenida Jaguari. Ela acontece perto dos condomínios, só que ninguém está aguentando mais. Já fizemos reclamações na Prefeitura, mas ninguém toma uma providencia", disse uma moradora, que por medo, preferiu não se identificar.
 
Marlene Félix de Matos, 48, é síndica de um dos condomínios. Ela diz que a moradora de uma residência que fica próxima à feira tem que lidar com a falta de educação dos frequentadores do local. 
 
"Eles excedem muito. Jogam lixo no terreno de uma senhora que mora perto da feira. Não é implicância nossa, mas atrapalha mesmo. São três condomínios, e a feira incomoda todos", conta.
 
"Eles parecem baratas, é só verem o sol que aparecem. E são produtos que a gente não sabe a origem, e isso causa medo nos moradores. Eles também atrapalham o trânsito. É bem complicado. Fizemos várias reclamações na Prefeitura, eles até vêm, mas quando vão embora, tudo volta ao normal. Se aproveitam do movimento da feira livre para fazerem essa outra", relata outro morador, que pediu sigilo ao nome.
 
Além de checar a situação, o setor de fiscalização da Prefeitura diz que sempre orienta a população que casos como este podem e devem ser comunicados às autoridades pelos telefones (11) 4745-2046 da Fiscalização de Posturas (de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas), bem como no 4745-2150 (Secretaria de Segurança Cidadã) e 153 (Guarda Civil Municipal).

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias