Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sexta 24 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2017
mrv

Brasil leva ouro na ginástica rítmica por equipes nos Jogos Pan-Americanos

19 JUL 2015 - 08h00

A equipe brasileira de ginástica rítmica voltou a superar os Estados Unidos ontem e conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. Com a nota final 30,233, Ana Paula Ribeiro, Beatriz Pomini, Dayane Amaral, Emanuelle Lima e Jéssica Maier garantiram o pentacampeonato na competição.

As ginastas foram embaladas por ritmos bem brasileiros na apresentação das seis maças e dois arcos e ganharam apoio do público no Toronto Coliseum. Do lado de fora, a comissão técnica já comemorava logo após o término da apresentação, mesmo sem saber a pontuação final.

O conjunto brasileiro teve uma ótima performance e foi recompensado com a nota 15,433, faturando a medalha com ampla vantagem sobre as norte-americanas (14,675). Os Estados Unidos levaram a prata (29,275) e Cuba ficou com o bronze (25,692).

ATLETISMO

As competições de atletismo começaram na manhã de ontem em Toronto com a primeira medalha para o Brasil. Adriana Aparecida da Silva não repetiu o ouro conquistado em Guadalajara, há quatro anos, mas subiu ao pódio com a medalha de prata na maratona dos Jogos Pan-Americanos.

A brasileira se manteve no primeiro pelotão até os primeiros 15 quilômetros. Foi depois disso que a peruana Gladys Tejeda desgarrou. Adriana ficou no segundo pelotão, um pouco atrás da norte-americana Lindsay Flanagan e junto da peruana Ines Melchor e da canadense Rachel Hannah.

Adriana fez uma grande prova e completou com a marca de 2h35min40s. É índice olímpico, mas não o melhor tempo dela na temporada: 2h35min28s, feitos em Nagoya (Japão), em março. Dificilmente a atleta do Pinheiros será ultrapassada por outras três maratonistas. Portanto, deverá ir as Olimpíadas no Rio.

VELA

Por pouco Robert Scheidt não conquistou sua quarta medalha de ouro em Jogos Pan-Americanos. Na disputa da medal race da classe Laser, ele chegou na 5ª posição e perdeu a chance de ultrapassar o guatemalteco Juan Maegli, que ficou na frente.

Scheidt ganhou a medalha de prata ao chegar atrás de quatro barcos, incluindo o de Maegli, que garantiu o ouro com 39 pontos perdidos. O brasileiro ficou em segundo, com 47. E o bronze foi conquistada pelo canadense Lee Parkhill, com 53 pontos perdidos.

handebol

O Brasil deu show na sua segunda partida no handebol feminino dos Jogos Pan-Americanos de Toronto A seleção brasileira, atual campeã mundial, não tomou conhecimento do Canadá, que não tem tradição na modalidade, vencendo por 48 a 12, placar mais largo até aqui na competição.

A seleção volta a jogar amanhã, contra o México.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias