Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 23 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
basquete

Mogi/Helbor anuncia Padovani como técnico e Paco se despede

29 OUT 2015 - 23h58
Após três meses à frente do Mogi/Helbor, Paco García anunciou hoje, em coletiva à imprensa, que não é mais técnico do time. Ele relembrou, em alguns momentos emocionado, a trajetória dele no clube e os três vice-campeonatos conquistados (Jogos Abertos, Liga Sul-Americana e Paulista). O mogiano Danilo Padovani, auxiliar técnico do espanhol, foi anunciado para ficar em seu lugar. Minutos antes da oficialização, o treinador havia publicado uma carta em seu blog, com agradecimentos, e afirmou que será mais um mogiano a torcer pela equipe.

O espanhol afirmou que havia solicitado rompimento do contrato há três semanas à diretoria do clube. Frisou que sua saída acontece por problemas pessoais e familiares. Ele explicou que a briga com o pivô Paulão Prestes não pesou para a decisão e que o que aconteceu faz parte da rotina de todo time. "Não há nada de grave acontecendo na minha família, mas é uma decisão pessoal. Eu entendo a situação do clube, que minha saída pode ajudar na condição financeira e fico feliz por estar ajudando neste sentido". Ele citou este fato porque o seu salário era pago em dólar. O técnico deve embarcar para a Espanha na próxima semana.

A escolha de Padovani para o substituir foi considerada óbvia pelo clube. "Quando ele chegou falei para ele que tinha que ser meu substituto, só não sabíamos a data e a hora. Ele ficou surpreso por eu dizer isso. Tenho certeza que ele tem competência para assumir o time e imprimir a marca dele", afirmou Paco. O então auxiliar técnico chegou a comandar o time na última temporada no NBB, após uma suspensão de Paco.

O novo técnico do Mogi agradeceu a oportunidade e caracterizou a ocasião como "o maior desafio de sua vida”. Ele afirmou que o time está preparado para enfrentar os adversários do NBB e da Liga Sul-Americana. "Agradeço em especial ao Paco por estes três anos. A gente está em constante aprendizado. Sou um técnico novo e vou fazer o possível para seguir o que o Paco deixou. Tem muitos treinadores que gostariam de estar no meu lugar e tenho orgulho disso".

O secretário de Esportes, Nilo Guimarães, frisou a importância de Paco na evolução do projeto. O espanhol foi o primeiro europeu a comandar uma equipe brasileira e era tido como um dos melhores técnicos do País, tanto que foi escolhido para comandar o time estrangeiro no Jogo das Estrelas. "Acho que é obrigação de Mogi dizer o quanto ele transformou o projeto", disse. "Não vejo com tristeza a saída dele por conta disso. A gente vai continuar se falando e se Deus quiser ele estará aqui em maio para ver a gente disputando o playoff (do NBB)".

O espanhol destacou quatro momentos como os mais marcantes de sua carreira em Mogi. A classificação para a semifinal do NBB em jogo contra o Limeira, as disputas contra o Flamengo, na semifinal do NBB; a vitória no Boca Juniors, que garantiu a classificação para a final Liga Sul-Americana, além da final do Paulista deste ano.

 

Foto: Antonio Penedo/Mogi/Helbor

 
 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias