Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 20 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Preso suspeito de participar da morte de universitária

03 JUN 2015 - 08h01

Uma ação conjunta entre as polícias de Suzano e Mogi das Cruzes prendeu, na manhã de ontem, um dos suspeitos de participar do assassinato da universitária Camila Beraldo Talarico, de 25 anos, no domingo. O suspeito identificado como Rafael Conceição Correia, de 25 anos, foi preso em uma residência no bairro Miguel Badra, em Suzano. A Justiça decretou a prisão temporária do suspeito. Segundo a polícia, o namorado de Camila recebeu alta e reconheceu o suspeito de agredi-lo com coronhadas e, inclusive, disparar para assustar o casal.

As informações foram divulgadas em entrevista coletiva realizada na sede da Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes pelos delegados Marcos Batalha e Eduardo Peretti.

A polícia chegou ao suspeito depois de informações do Disque Denúncia (181) relatando a participação no crime. Por meio de uma condenação por tráfico de drogas, os policiais conseguiram uma fotografia no sistema para mostrar à vítima internada. “O rapaz reconheceu sem hesitar que ele (suspeito) os rendeu e, depois, iniciou as ameaças. Além disso, a vítima contou que Correia era o mais violento. Inclusive, efetuando um disparo para assustá-los”, explica Peretti.

Batalha também contou que nenhuma hipótese foi descartada, sendo assim, o ex-namorado da vítima ainda é investigado pela polícia. “São várias linhas que serão seguidas para que possa responder categoricamente o que houve no dia, ou seja, se foi homicídio ou latrocínio (roubo seguido de morte). Sobre o ex-namorado, recebemos a informação de que teria envolvimento com o tráfico, e também participou de um assalto com Correia”, contou.

Para o primo da vítima e advogado criminalista, José Beraldo, o crime teve a participação do ex-namorado. “Soubemos que a Camila havia sido ameaçada, em maio, por ele que não aceitava a separação e a felicidade do novo casal”.

“A prisão de apenas um suspeito é o início das investigações que irão prosseguir”, finalizou Batalha.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias