Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sábado 25 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/11/2017
mrv

Trio mata morador de rua no Alto do Ipiranga

26 MAR 2015 - 08h01

O morador de rua Paulo de Jesus Faria, de 52 anos, morreu após ser agredido brutalmente com golpes de pá e um pedaço de tijolo, durante a noite de anteontem, em uma residência na Rua Benedicto Milton de Souza Mendes, no Alto do Ipiranga, em Mogi das Cruzes. Policiais Militares (PMs) foram chamados e conseguiram prender, ainda no imóvel, três homens, de 28 e 30 anos, que confessaram o crime. Além disso, a polícia informou que um dos detidos já tem passagem na Justiça por roubo e estava foragido.

A princípio, os policiais foram chamados após populares ouvirem gritos durante a noite, oriundos de uma residência vizinha.

No momento que os militares chegaram encontraram o portão do imóvel aberto e a porta da casa arrombada, portanto, entraram para averiguar.

Enquanto ingressavam pelos cômodos da casa, os policiais perceberam diversas manchas de sangue. Além disso, os PMs ouviram vozes no interior de um quarto e foram checar.

No local foram encontrados três homens e um deles admitiu ser o proprietário do imóvel.

De imediato, os suspeitos confessaram que mataram um homem que, segundo eles, tratava-se de um pedófilo, no entanto, a hipótese não foi confirmada pela polícia.

Ainda na residência, os policiais encontraram o corpo de um homem caído no quintal e ao seu lado um tijolo de cimento e uma pá ensanguentados.

Segundo a polícia, os objetos foram utilizados para assassiná-lo.

Em relação à abordagem da vítima, os suspeitos alegaram que o encontraram na rua e o obrigaram a entrar na residência.

Depois de uma intensa discussão, os suspeitos começaram a golpeá-lo brutalmente.

Os PMs relataram durante o registro da ocorrência que os suspeitos aparentavam estar alcoolizados, o que pode ter influenciado a atrocidade.

Um dos detidos era foragido da Justiça sendo condenado a cinco anos de reclusão por roubo.

Os suspeitos foram conduzidos ao 1° Distrito Policial (DP) e, em seguida, devem ser transferidos para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Mogi das Cruzes. As possíveis armas do crime foram apreendidas para perícia. Até o momento, nenhum familiar Faria foi encontrado.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias