Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 09 de dezembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/12/2019

Câncer Bucal

11 NOV 2019 - 23h59
A Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal ocorre todo início de novembro desde 2015. O objetivo da data é estimular gestores de saúde e população a promoverem ações preventivas, campanhas educativas, debater políticas públicas, apoiar atividades organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil, entre outras ações. 
Os homens são os mais afetados por esse tipo de tumor na cavidade oral (11,2 mil do 14,7 mil estimados para 2018). O Instituto Nacional de Câncer (Inca) lembra que, se detectado no início, a doença tem cura.
Os principais fatores de risco são o fumo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Já os sinais mais evidentes de alerta para esse câncer são feridas nos lábios e na boca que não cicatrizam por mais de 15 dias, manchas ou placas vermelhas ou esbranquiçadas na boca e sangramentos sem causa conhecida em qualquer região da cavidade oral. O médico deve sempre ser procurado.
O Instituto tem uma página em seu site, cartilha atualizada e vídeo na TV INCA acerca do câncer bucal. O Ministério da Saúde também possui uma página sobre a doença. 
Em Suzano, a campanha vem sendo realizada. No sábado, a Secretaria de Saúde de Suzano realizou no fim de semana a 3ª Caminhada de Prevenção do Câncer Bucal. 
O evento, promovido anualmente na cidade, teve como objetivo ressaltar a importância da detecção precoce da doença e o trabalho realizado na rede municipal. 
A caminhada ocorre durante a Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal, que é de 5 e 9 de novembro. Os participantes sairam da área de concentração, em frente ao Paço Municipal Prefeito Firmino José da Costa, e desceram pela rua Baruel até a Praça dos Expedicionários, seguindo pelas ruas General Francisco Glicério, Portugal Freixo, Benjamin Constant, Tiradentes e novamente Baruel. 
Na oportunidade, houve um posto com profissionais da Coordenadoria de Saúde Bucal que realizou exames no público. 
O trabalho de monitoramento e de prevenção dos casos de câncer bucal em Suzano tornou-se referência. 
Na campanha deste ano, foram encontradas mais de 500 alterações em tecido mole de cavidade oral e lábios, sendo dois casos de câncer. 
Todos os casos são acompanhados e encaminhados à Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer, da Secretaria de Estado da Saúde, para tratamento.
Com pequenas intervenções cirúrgicas é possível resolver definitivamente o problema, quando detectado no começo. O diagnóstico precoce aumenta a possibilidade de cura. 
O câncer de boca, assim como de outros tipos, tem um crescimento desordenado de células e pode ser agressivo, caso não diagnosticado no início.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias