Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quarta 27 de outubro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/10/2021

Mobilidade urbana

21 SET 2021 - 05h00

Investir em mobilidade urbana garante mais acessos e comodidade aos moradores de uma determinada cidade.
A mobilidade é definida como a condição que permite o deslocamento das pessoas em uma cidade, com o objetivo de desenvolver relações sociais e econômicas. Ônibus, metrô, outros transportes coletivos e carros fazem parte das soluções de mobilidade.
Portanto, os investimentos em mobilidade devem passar por um trabalho de melhoria no transporte público.
As cidades da região buscam encontrar medidas para garantir melhores acessos, comodidades e uma vida melhor para os moradores.
Em reportagem publicada na Agência Brasil, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, disse que o governo dispõe de R$ 7 bilhões em recursos a serem investidos em mobilidade urbana, e que, nesse setor, é o transporte público o “vetor mais importante”, enquanto alternativa de deslocamento de pessoas. 
Segundo a Agência Brasil, a afirmação foi feita durante a abertura online da Semana da Mobilidade, que vai até sexta-feira (24). A expectativa é de que ao longo da semana sejam anunciadas também medidas de estímulo ao desenvolvimento de projetos de infraestrutura cicloviária.
Sem dúvida é um anúncio muito importante para garantir os meios de transporte e locomoção de milhares de pedestres e usuários do transporte público.
As cidades devem ficar atentas. Reivindicar a parcela dos recursos é importante. 
“Temos mais de R$ 7 bilhões em investimentos, mas em função da pandemia houve dificuldade muito grande de manutenção dos serviços de transporte nas cidades de médio e grande porte, uma vez que diminuiu o fluxo de pessoas, afetando o equilíbrio econômico e financeiro das concessões espalhadas pelo país”, disse Marinho em entrevista à Agência Brasil.
A questão da mobilidade é transversal, abrangendo não apenas deslocamento das pessoas, mas também investimentos na infraestrutura das cidades, em inovação, em tecnologia, bem como na busca de transporte mais baratos e seguros, “de viés públicos ou autônomos, como é o caso das ciclovias”.
Só para se ter uma ideia, a partir da década de 1950 o Brasil deu início a uma mudança que acabou por mudar o perfil do país, com suas populações rurais se deslocando cada vez mais na direção das cidades, o que implicou em aumento das demandas de deslocamento.
O transporte público é, sem dúvida, o vetor mais importante nesse processo de mudanças, aliado ao fato da necessidade de trabalharmos a questão do meio ambiente e da sustentabilidade.
Portanto encontrar medidas de melhorar a mobilidade passando pelo transporte público, carros, ciclovias pode garantir melhoria para uma determinada cidade.
São assuntos importantes que devem ser discutidos para garantir melhoria, cada vez mais, para a população.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias