Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 08 de julho de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 07/07/2020

Retorno às aulas

27 JUN 2020 - 23h59
Na semana passada, o governador João Doria anunciou a retomada de aulas presenciais em todos os níveis de ensino das redes pública e particular a partir do dia 8 de setembro. 
O DS trouxe reportagem mostrando quantos alunos vão retornar. São, ao todo, mais de 143 mil.
Segundo o governador, em todo o Estado, na primeira de três etapas, as salas terão ocupação máxima de 35%, com revezamento de estudantes durante a semana e sob rígidos protocolos de segurança definidos no Plano São Paulo de indicadores de saúde.
O Governo de São Paulo afirma que apresentou um plano consolidado, gradual, cuidadoso e seguro de volta às aulas. Todas as decisões são compartilhadas com o Comitê de Saúde para garantir prevenção e segurança a alunos, professores e funcionários das redes pública e privada de ensino. Será uma volta gradual e responsável que tem como princípio fundamental garantir a saúde e a vida dos alunos e profissionais de Educação, informou o Estado.
É importante que o retorno seja feito com muita segurança, utilizando critérios e responsabilidade.
O cronograma de reabertura das escolas está diretamente condicionado às fases de flexibilização do Plano São Paulo. A retomada das aulas presenciais só vai acontecer se todas as regiões do estado permanecerem na etapa amarela – a terceira menos restritiva segundo critérios de capacidade hospitalar e progressão da pandemia – por 28 dias consecutivos.
Existe sim uma grande expectativa pelo retorno. Milhares de estudantes, em São Paulo, não querem perder o ano letivo. Mas, por outro lado, os casos de coronavírus continuam crescendo em praticamente todas as regiões do Estado.
O programa para retomada das aulas presenciais foi detalhado pelo Secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares, na semana passada.
Professores e estudantes terão de ter, o mínimo, de garantia para o retorno.
Especialmente após a pandemia, a educação será ainda mais importante em todas as suas dimensões, do ensino infantil ao superior e complementar. 
É um setor que envolve educadores, milhares de estudantes, e funcionários da rede de ensino que mantêm a logística do sistema educacional em funcionamento.
Por isso o plano de retorno é tão importante, com segurança e dentro do que é estabelecido pelas autoridades de saúde.
Só para se ter uma ideia, o Governo do Estado estima que o sistema educacional paulista envolva 12,3 milhões de alunos da educação infantil, básica, superior e profissionalizante, além de 1 milhão de professores e demais profissionais. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias