Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 20 de maio de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/05/2019
PMMC MAIO AMARELO
CENTERPLEX 16 A 22
GOVERNO DO ESTADO - ICESP
PMMC CAMPANHA DE AGASALHO
PMMC GRIPE

Segurança em pauta

16 JAN 2019 - 23h59
A segurança foi tema que pautou as eleições e ainda vem sendo discutida como uma grande prioridade.
As novas regras para a posse de arma, assinadas pelo atual governo de Jair Bolsonaro, além do reforço implementada pelo atual governo estadual de João Doria (PSDB) criam discussão, no entanto, dão respostas sobre o tom de um novo modelo de segurança pública para o Estado e País.
Na edição de ontem, o DS trouxe reportagem mostrando que a segurança também é tema nas cidades da região.
Só para se ter uma ideia, em até 10 dias, as equipes de radiopatrulha dos batalhões do Alto Tietê (17º, 32º e 35º) estarão devidamente equipadas com espingardas calibre 12. 
O uso deste tipo de armamento de alto poder de impacto foi anunciado pelo governador, em evento sobre o início da operação Rodovia Mais Segura, realizado na última semana no Estado.
Na região, policiais habilitados já estão patrulhando com espingardas nas viaturas. 
O restante ainda está passando por uma espécie de reciclagem. Isto significa que haverá novo curso para relembrar o manuseio dessa arma de grosso calibre, principalmente ao que se refere ao modo de recarregar e atirar.
O DS conversou com o comandante interino do 32º Batalhão de Polícia Militar Metropolitana (BPM/M), o major Roberto Caruso, reforçou que a equipe policial terá mais segurança e transmitirá maior sensação de garantia da ordem à população. 
Ele disse que a espingarda tem maior poder de parada e também letalidade. Há uma orientação de como devem utilizá-la, em especial quando estiverem próximo de transeuntes.
A expectativa em torno do reforço da segurança pública é grande. 
Os índices criminais preocupam, principalmente os casos de homicídios.
Mas existem também muitos casos de furtos e roubos de pedestres e veículos, tanto na região central, como nos bairros mais afastados.
Seja no Centro ou em bairros periféricos, segundo as autoridades do setor, a polícia têm de estar presente para garantir a segurança da população. 
A resposta para os principais casos de polícia precisam ter respostas mais rápidas e, ao mesmo tempo com um trabalho preventivo de segurança para a redução dos crimes.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias