Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Universidades

09 JUN 2015 - 08h00

O grande desafio de melhorar a educação do País passa pela realização de programas de ‘universalização’ com garantia de mais oportunidades para os estudantes.

O País caminha, mas, sem dúvida, ainda está longe de ter uma educação que atenda a todos.

Uma das iniciativas importantes é o Programa Universidade para Todos (Prouni), que tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições de ensino superior privadas.

É um programa acessível porque é dirigido aos estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais, com renda familiar per capita máxima de três salários mínimos.

Conta com um sistema de seleção informatizado e impessoal, que confere transparência e segurança ao processo. Os candidatos são selecionados pelas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) conjugando-se, desse modo, inclusão à qualidade e mérito dos estudantes com melhores desempenhos acadêmicos.

O Programa possui também ações conjuntas de incentivo à permanência dos estudantes nas instituições, como a Bolsa Permanência.

No próximo dia 16 de junho serão abertas as inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni), referente ao segundo semestre deste ano.

Estão habilitados para o Prouni estudantes brasileiros que ainda não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio de 2014, desde que não tenham tirado zero na redação e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas.

Professores do quadro permanente da rede pública de ensino podem participar, desde que concorrendo a cursos de licenciatura.

Infelizmente no Brasil ainda não há espaço para todos nas universidades públicas.

Uma gama de estudantes que ficaria de fora das instituições públicas, tem a oportunidade de estudar.

Nesse sentido, o Prouni faz um recorte social, já que é direcionado exclusivamente para os alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica”.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias