Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 17 de junho de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 15/06/2019
CENTERPLEX 13 A 19/06
PMMC JUNHO VERDE
PMMC AGASALHO
PMMC UPA JUNDIAPEBA

Vacinação contra a gripe

09 ABR 2019 - 23h59
A maioria dos brasileiros pode tomar a vacina que protege contra a gripe. Porém, como não há imunizantes disponíveis para toda a população, o governo define alguns públicos que são mais suscetíveis à doença, correm um risco maior de sofrer complicações após a infecção inicial ou têm contato diário com várias pessoas e, assim, transmitiriam o vírus para muita gente. São eles os que recebem gratuitamente a vacinação durante a campanha.
Nesta semana, o governo do Estado inicia, em parceria com os municípios, a campanha de vacinação contra gripe.
A expectativa é vacinar de 90% da população-alvo de 13,2 milhões de paulistas definida para a campanha contra o vírus Influenza. Somente na região da Grande São Paulo, 5,8 milhões pessoas devem ser imunizadas.
Considerando apenas a região da Grande São Paulo, a meta é vacinar mais de 2,2 milhões de idosos, ou seja, pessoas com 60 anos ou mais; aproximadamente 1,5 milhão de crianças com idade a partir de seis meses e até seis anos; cerca de 689,1 mil de profissionais de saúde; 229,5 mil gestantes e 37,6 mil puérperas (com até 45 dias após o parto), entre outros. 
Especialistas em vírus respiratórios do País chamam a atenção para a importância da vacinação. A vacina tem objetivo de proteger toda a população contra as formas graves da infecção provocadas pelo vírus Influenza. 
De acordo com a diretriz do Ministério da Saúde, responsável por encaminhar as doses da vacina para todo o País, a campanha ocorrerá em duas etapas. A primeira começa no dia 10, voltada a gestantes, puérperas (com até 45 dias após o parto) e crianças a partir de seis meses e menores de seis anos. Nesta fase também haverá uma campanha para atualização das carteiras vacinais dos pacientes desse grupo.
Entre 22 de abril até o dia 31 de maio, serão vacinados na segunda etapa os demais grupos de risco, como idosos, profissionais da saúde, população indígena, professores e pacientes com doenças crônicas, como asma, diabetes, doenças imunossupressoras e outras. 
Os mitos e boatos sobre a imunização contra a gripe dificultam, e muito, o alcance da cobertura vacinal desejada. Muitas pessoas acreditam, por exemplo, que a vacina faz com a pessoa fique gripada.
Em 2016, após registrar em um aumento de casos de gripe antes do esperado, o Ministério da Saúde (MS) iniciou campanha nacional de vacinação contra a gripe. 
As vacinas da gripe são trivalentes, ou seja, imunizam contra três tipos de vírus diferentes. A composição da vacina é recomendada anualmente pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com base nas informações recebidas de todo o mundo sobre a prevalência das cepas circulantes. Dessa forma, a cada ano a vacina da gripe muda, para proteger contra os tipos mais comuns de vírus da gripe naquela época. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias