Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 23 de março de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/03/2019
CENTERPLEX SUZANO
PMMC SEMAE

Com cesta de três, Mogi Basquete vira e ganha do Vasco na última bola

Essa foi a primeira partida dos mogianos pelo NBB Caixa depois de disputar a Liga das Américas

Por de Mogi14 FEV 2019 - 09h40
Destaques nesta noite para Arthur Pecos, cestinha mogiano com 24 pontos; JP Batista, com 17 marcados; Gui Deodato, que converteu 14 pontos; e Luís Gruber, com 13. O maior pontuador do jogo foi Duda, do Vasco, com 32 pontosFoto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Depois de ficar o final do terceiro quarto e o último período inteiro atrás do placar, o Mogi Basquete venceu o Vasco no estouro do cronômetro, no Ginásio Hugo Ramos, com uma bola de três de Gui Deodato: 90 a 88. Essa foi a primeira partida dos mogianos pelo NBB Caixa (Novo Basquete Brasil) depois de disputar a Liga das Américas no início do mês, no Chile. O Mogi das Cruzes/Helbor entra em quadra novamente nesta sexta-feira (15), às 21h10, contra o Paulistano. O jogo também será no Hugão.

Destaques nesta noite para Arthur Pecos, cestinha mogiano com 24 pontos; JP Batista, com 17 marcados; Gui Deodato, que converteu 14 pontos; e Luís Gruber, com 13. O maior pontuador do jogo foi Duda, do Vasco, com 32 pontos.

Para o técnico Guerrinha, apesar dos erros cometidos, a vitória dá moral ao time. “Nós temos demonstrado nesta temporada que estamos ganhando muito mais com o coração do que com o jogo. Mas faz parte. Quando não ganha na bola, ganha no braço. É uma forma. A gente poderia melhorar os números. Mas é vitória. O Vasco jogou muito bem hoje, soube jogar. Uma vitória dessa forma nos fortalece. Hoje tivemos uma boa atuação ofensiva do Gui, do Pecos que não vinha tendo muita eficiência no ataque. Se o time tivesse desenvolvido rebotes defensivos e não tivesse perdido 16 bolas, a história do jogo seria outra. Essa é a chave a ser trabalhada. Agora contra o Paulistano é um confronto direto. Será uma vitória estratégica, mas o campeonato é longo.”

“Nosso time teve paciência para superar o momento ruim. O mais importante é a vitória e a moral para o enfrentar o Paulistano, que com certeza será bem difícil. Estou feliz demais por ter conseguido essa bola e o nosso time saído com a vitória”, comemorou Gui Deodato, dono da bola que matou o jogo.

Com 25 de eficiência – a maior do time, Arthur Pecos saiu feliz por sua atuação em quadra e, obviamente, com a vitória. “Foi o meu melhor jogo e estou feliz por isso, mas não valeria de nada se não vencêssemos. Isso é consequência do trabalho que venho fazendo. Uma hora chega. Todo mundo é profissional e ninguém veio para brincar e nem para perder. Isso mostra o que o nosso time pode fazer. Agora é um momento importante da temporada para a gente crescer. O que importa é a superação do nosso time, buscar o jogo e vencer. A vitória é o que mais interessa para nós.”

Nos placares parciais, 27 a 22 no primeiro quarto, 21 a 17 no segundo, 17 a 27 no terceiro período e 25 a 22 no último.

Ingressos

O ingresso para o jogo contra o Paulistano/Coropore na sexta, às 21h10, está sendo vendido com valor promocional antecipado de R$ 10 no quiosque do clube no Mogi Shopping (só dinheiro) e pelo site totalticket.com.br/mogi (optar pela meia). 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias