Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sexta 24 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2017
mrv

Lance Livre

23 MAI 2015 - 08h00

Cortes de recursos

Prefeitos temem que as cidades da região possam ser afetadas pelo contingenciamento de verbas anunciado ontem pelo governo federal.

Saúde, Cidades e Educação

Os ministérios das Cidades, da Saúde e da Educação lideraram os cortes no Orçamento Geral da União de 2015, de acordo com anúncio feito pelo Ministério do Planejamento. Juntas, as três pastas concentraram 54,9% do contingenciamento (bloqueio) de R$ 69,946 bilhões de verbas da União.

Corte

No Ministério das Cidades, o corte chegou a R$ 17,232 bilhões. Na Saúde, o bloqueio atingiu R$ 11,774 bilhões. Na Educação, o contingenciamento totalizou R$ 9,423 bilhões. Em seguida, vêm os ministérios dos Transportes (R$ 5,735 bilhões) e da Defesa (R$ 5,617 bilhões).

Projetos das cidades

Há vários projetos das cidades da região em todas essas áreas. A preocupação é grande.

De olho no Esporte

O prefeito Marco Bertaiolli (PSD) está sempre de olho na evolução do time de basquete em Mogi. Em coletiva sobre o balanço da temporada, realizada ontem, o secretário de Esportes, Nilo Guimarães, afirmou que antes do jogo decisivo contra o Bauru, o chefe do Executivo chegou a ligar para o técnico Paco García para desejar tranquilidade e sorte.

Esclarecimentos

Nilo também explicou que ao contrário do que é dito, o time não é bancado pela Prefeitura, mas que o prefeito auxilia no que é possível, já que o apoio do Executivo ajuda a atrair novos investidores para o esporte.

Reforma política

O plenário da Câmara dos Deputados dedicará todas as sessões deliberativas, de terça a quinta-feira, para a discussão e votação da reforma política (PECs 182/07 e outras). Na segunda-feira, a reunião de líderes partidários definirá os procedimentos para a votação da matéria, que deverá ser analisada por partes.

Até financiamento de campanhas

Segundo o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, os temas poderão seguir a seguinte ordem: sistema eleitoral; financiamento de campanhas; proibição ou não da reeleição; duração dos mandatos de cargos eletivos; coincidência de mandatos; cota de 30% para as mulheres; fim da coligação proporcional; e cláusula de barreira.

De olho nas decisões de Brasília

Partidos e políticos das cidades da região estão de olho nas decisões que poderão ser tomadas em Brasíli

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias