Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quarta 25 de maio de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/05/2022
COVID CENTRO MÉDICO
CAMPANHA INSTITUCIONAL 2022 - PI 49989 TOPO
SSP

Casos de homicídios dolosos caem 37,14% no 1º trimestre no Alto Tietê

De toda a região, cinco cidades registraram queda no número deste crime

Por Lucas Lima - da Região27 ABR 2022 - 16h38
Casos de homicídios dolosos caem 37,14% no 1º trimestre no Alto TietêFoto: Regiane Bento/Arquivo DS

O número de homicídios dolosos – quando há intenção de matar - caiu 37,14% no 1º trimestre de 2022, no Alto Tietê, em comparação com o mesmo período de 2021. Nos três primeiros meses do ano passado, foram contabilizados 35 casos. Já neste ano despencou para 22. Além disso, de toda a região, cinco cidades registraram queda no número deste crime, outras duas tiveram aumento e três mantiveram o índice. Os dados, divulgados nesta quarta-feira (27), são da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo.

O relatório aponta que Poá registrou a maior queda de casos de homicídio doloso. No primeiro trimestre de 2021, a cidade computou três casos. Por outro lado, entre janeiro e março deste ano, não houve casos do crime, ou seja, uma queda de 100%.

Outro município que apresentou queda foi Mogi das Cruzes. O número de homicídios dolosos na cidade caiu 44,44%. De nove casos registrados nos três primeiros meses do ano passado, despencou para cinco em 2022.

Com percentual de queda quase igual estão Suzano e Itaquaquecetuba. A cidade suzanense, por vez, registrou sete homicídios dolosos no 1º trimestre de 2021. Já no mesmo período de 2022 foram computados quatro, ou seja, o número de casos caiu 42,86% no município. Itaquá vem logo atrás com queda de 40%. De dez casos nos primeiros três meses de 2021, foi para seis neste ano.

Na contramão, duas cidades registraram aumento no número de homicídios dolosos no 1º trimestre de 2022. São elas: Arujá e Santa Isabel. Em Arujá, subiu 100%. De um caso computado entre janeiro e março do último ano, saltou para dois casos no mesmo período de 2022. Já Santa Isabel contabilizou um caso nos primeiros três meses deste ano. Em 2021, a cidade não teve casos de homicídio.

As demais cidades da região mantiveram o mesmo número.

Tanto Biritiba Mirim quanto Guararema e Salesópolis não contabilizaram casos de homicídio em ambos os períodos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias