Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 23 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2019
PMMC ENTREGAS
Centerplex 19 a 25/09

Júri popular de ex-policial suspeito de matar travesti é adiado para 2020

Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que adiamento se deu por causa de juntada de novos documentos

Por Marcus Pontes - de Mogi13 SET 2019 - 15h23
Júri iria ser realizado no Fórum de Brás CubasFoto: Hélio Torchi/Divulgação

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) confirmou que o julgamento de um ex-policial suspeito de matar a travesti Danielly Barby, em junho de 2016, no Centro de Mogi das Cruzes, foi adiado. A nova data do julgamento será dia 27 de março de 2020.

O TJ-SP contou que o júri foi cancelado, porque houve a juntada de novos documentos ao processo. Por isto, a Justiça ainda deverá apreciá-los. 

O caso

O ex-policial é suspeito de homicídio duplamente qualificado - motivo fútil e dicultar defesa da vítima. Na época, Danielly saía de um hotel, no Centro de Mogi, durante a madrugada do dia 24, quando foi morta com um único disparo na cabeça. 

O Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) identificou que o crime foi cometido pelo ex-policial. Ele ficou preso quatro meses, no entanto, foi liberado depois de uma audiência de custódia. Em 2017, a Justiça decretou a prisão preventiva e o suspeito passou a cumprir pena no Presídio Militar Romão Gomes. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias