Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/11/2017
mrv

Ladrão pratica 2 roubos, se arrepende e se entrega

19 ABR 2015 - 08h00

Um homem, que aparentava idade de 42 anos, se entregou à Polícia Militar (PM) de Poá, após se arrepender de ter assaltado uma farmácia e um posto de gasolina. Um dos assaltos aconteceu na tarde de sexta-feira. A vítima não sofreu agressões. O caso foi registrado no Distrito Policial (DP) de Poá.

Um balconista, de 22 anos, reconheceu o bandido. O homem chegou até o estabelecimento, por volta das 16 horas de sexta-feira, e pediu um medicamento utilizado para inflamação e dores musculares. Antes que respondesse, o ladrão levantou a camiseta para mostrar o que seria uma arma de fogo e anunciou o assalto. No momento da abordagem, o funcionário estava sozinho e ao telefone.

O ladrão fez o balconista abrir a gaveta do caixa e levou o dinheiro. O valor não foi divulgado. "Ele me pediu para não reagir e nem gritar porque do lado de fora tinha dois homens observando", contou o funcionário. O estabelecimento fica dentro de um supermercado.

Depois de praticado o crime, o homem saiu como se nada tivesse acontecido. O balconista ficou em estado de choque e só conseguiu pedir ajuda minutos depois. A ação foi gravada pelas câmeras de monitoramento do estabelecimento.

Ontem pela manhã, o homem voltou ao local e procurou um dos seguranças do supermercado para falar dos roubos. "Ele me abordou, levantou a camiseta para mostrar que estava desarmado e me contou que havia praticado os furtos", contou o segurança.

A decisão de se entregar à polícia surgiu depois que o homem teve conhecimento de que o local era monitorado. Ele admitiu que estava com medo de ser reconhecido na rua ou de ter sua imagem divulgada na imprensa. De acordo com o balconista, o assaltante mora em ruas próximas de onde praticou os delitos. A polícia foi chamada e o homem foi detido por furto.

Não foram encontradas armas de fogo ou arma branca em posse do ladrão. Os policiais questionaram o homem sobre outras passagens e ele admitiu que foi detido por não ter pago pensão alimentícia.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias