Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Terça 21 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2017
mrv

Polícia analisará imagens de câmeras de hotel

19 JUN 2015 - 08h00

O delegado Fátimo Aparecido Rodrigues recebeu ontem as imagens das câmeras de segurança do hotel localizado na Rua Felício de Camargo, onde um homem, de 55 anos, e uma adolescente, de 17, ficaram feridos. O homem morreu minutos depois a um quarteirão do local.

Com a análise das imagens, a Polícia Civil quer solucionar o crime, que aconteceu na última terça-feira.

“Até o momento, não podemos afirmar categoricamente o que aconteceu no hotel. Mas, iremos analisar as imagens que estão no pen drive para descobrir o que pode ter acontecido”, explicou Fátimo.

Na tarde de ontem, investigadores da Delegacia de Homicídios (DH) encaminharam o dispositivo que contêm parte dos acontecimentos. Inclusive, mostra o momento em que o homem sai caminhando com a faca cravada no pescoço. Anteriormente, o caso havia sido encaminhado ao DH, mas, por conta da autoria ser conhecida, retornou ao DP Central.

As circunstâncias sobre o crime ainda não foram solucionadas, já que ambos entraram no quarto e, após 50 minutos, gritos foram ouvidos.

A adolescente ainda permanece internada na Santa Casa de Suzano e não tem previsão de alta.

RELEMBRE O CASO

J.M.S. morreu e a adolescente ficou ferida após serem esfaqueados dentro do hotel, na tarde de terça-feira.

As circunstâncias do crime ainda são incertas. Segundo a assessoria da Santa Casa, a jovem teve ferimentos nas mãos, pescoço, tórax e abdômen, mas não corre risco de morte.

O casal chegou ao hotel, às 17 horas, informando que apenas iria tomar banho e, depois, pagaria estadia e iriam embora.

Em menos de 40 minutos, os funcionários do empreendimento ouviram gritos oriundos do quarto alugado e, assustados, foram verificar.

Depois de incessantes solicitações, os empregados resolveram arrombar a porta. Em seguida, Sousa saiu correndo com uma faca cravada no pescoço e a garota permaneceu caída no chão com ferimentos nas mãos e tórax.

Mesmo ferido, o homem conseguiu correr por um quarteirão até a Praça João Pessoa, onde caiu e faleceu devido aos ferimentos.

No trajeto percorrido, era possível ver duas linhas com o sangue de Sousa.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias