Envie seu vídeo(11) 4745-6900
domingo 17 de outubro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/10/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
GrupoIndy
Saúde

Sem hospital para internações, pacientes de Poá buscam Suzano e outras cidades

Municípios do entorno temem sobrecarga e calculam aumento na procura por atendimento médico

Por Matheus Cruz - de Suzano25 SET 2021 - 23h30
Sem hospital para internações, pacientes de Poá buscam Suzano e outras cidadesFoto: Regiane Bento/DS
A transformação do Hospital Municipal Guido Guida, localizado em Poá, em Pronto-Atendimento 24 Horas (PA), é vista com preocupação nas cidades da região. Com o fechamento para internações na unidade anunciado pela Prefeitura na última semana, os municípios do entorno já sentem o aumento na procura por atendimento médico.
 
A mudança para PA tem por objetivo reduzir os custos gerados pelo hospital. Com isso, os pacientes são transferidos para os hospitais Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba, e o Regional Dr. Osíris Florindo Coelho, em Ferraz de Vasconcelos.
Apesar disso, o impacto também é sentido em outras cidades. Em Suzano, por exemplo, a Prefeitura informou que já está ciente da situação e que, inclusive, já constatou nos últimos dias um leve crescimento no volume de atendimento prestado no Pronto-Socorro Municipal (PS), em especial de pediatria.
 
Atualmente, segundo levantamento da pasta, de 30% a 40% do público acolhido na unidade é de moradores de outras cidades. A previsão da pasta é de que este aumento siga gradualmente em outubro e em novembro caso não haja mudança neste cenário.
 
Mesmo com este cenário, a administração municipal afirma que o PS dispõe de infraestrutura e de profissionais em quantidade suficiente para dar conta da demanda por atendimento que é de sua competência.
 
Em Itaquá, a Prefeitura informou que considera a mudança preocupante, até por conta da proximidade entre os dois municípios. De acordo com o Executivo, nos últimos três meses, o Centro de Saúde (CS) 24h da cidade realizou 301 atendimentos de pacientes de Poá e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) realizou 82.
 
Ainda segundo a Prefeitura, desde que fechou a pediatria no Guido Guida, houve aumento no atendimento a munícipes de Poá. Com isso, a Prefeitura acredita que a nova mudança também vai impactar no atendimento municipal.
 
Já em Mogi das Cruzes, o Executivo não prevê uma alteração na procura, já que a mudança poderá impactar principalmente as unidades hospitalares de referência para internação gerenciadas pelo Governo do Estado. A cidade conta apenas com um Hospital Municipal que, no momento, atua exclusivamente como referência para Covid-19.
 
Da mesma forma, a Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos informou que a mudança ocorrida não afetará o atendimento da população de Ferraz.
 
Estado
 
Responsável pela gestão de atendimento nos hospitais estaduais Santa Marcelina, em Itaqua, e o Regional de Ferraz, o Departamento Regional de Saúde (DRS) da Grande São Paulo informou que são mantidas tratativas contínuas com a prefeitura de Poá para definição de fluxos assistenciais visando o atendimento e direcionamento dos pacientes do município a serviços de referência.
 
Além disso, o Departamento informou que os serviços do SUS contam com apoio da Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (CROSS), que possui um sistema online que funciona 24 horas por dia e busca vaga disponível em serviços de saúde do SUS, preferencialmente na região de origem do paciente, com disponibilidade e capacidade para atender cada caso, priorizando os mais graves e urgentes.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias