Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 22 de abril de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/04/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
GrupoIndy
CHECK UP - PÓS COVID

União calcula repasse de R$ 108,3 mi para enfrentamento da pandemia na região

Suzano, até o acumulado do último dia 19, recebeu R$ 16.734.046. Demais cidades da região também tiveram recursos

Por Lucas Lima - de Suzano28 MAR 2021 - 20h00
Mogi das Cruzes lidera o ranking com maior investimento; de acordo com os dados, a cidade mogiana recebeu R$ 43.041.084Foto: Divulgação/PMMC
O governo federal destinou R$ 108.393.777 para o enfrentamento da pandemia no Alto Tietê.
O valor, divulgado pela Câmara dos Deputados, é referente desde o início da pandemia, em março de 2020, até 19 de março deste ano. 
 
Mogi das Cruzes lidera o ranking com maior investimento e Suzano ocupa a segunda posição.
 
De acordo com os dados, a cidade mogiana recebeu R$ 43.041.084 para ações de combate ao novo coronavírus (Covid-19). 
 
O valor é mais do que o dobro que o governo federal destinou para Suzano. 
 
O município suzanense, até o acumulado do último dia 19, recebeu R$ 16.734.046. A Prefeitura de Suzano esclareceu que, segundo a prestação de contas realizada pela Secretaria Municipal de Saúde em 26 de fevereiro deste ano, durante audiência pública na Câmara Municipal, o Executivo recebeu R$ 9.173.518,29 em transferências feitas pelo governo federal para enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19).
 
Além disso, a Santa Casa de Misericórdia também teve o aporte de R$ 1.225.195,41 desde o início da pandemia. No entanto, os valores são referentes até o fim do ano passado, ou seja, mais aproximadamente R$ 6 milhões foram destinados durante esse ano a cidade.
 
Itaquaquecetuba segue a lista com o recebimento de R$ 12.040.579. Já Poá recebeu o investimento de R$ 8.202.201 por parte do governo federal.
 
Arujá e Ferraz de Vasconcelos ficaram na casa dos R$ 7 milhões. Arujá recebeu R$ 7.401.527 e Ferraz teve o aporte de R$ 7.034.496 para ações de combate a Covid-19.
 
Santa Isabel vem logo atrás com R$ 6.796.063 destinados pelo governo federal. Por outro lado, Guararema recebeu quase metade deste valor, sendo R$ 3.588.878. Biritiba Mirim fica na penúltima posição, com recebimento de R$ 2.240.289 para o enfrentamento da pandemia.
 
Salesópolis fecha a lista com ajuda de apenas R$ 1.314.614 do governo federal.
 
Municípios 
 
Na última semana, o DS publicou reportagem sobre os valores empenhados pelos municípios com o novo Covid-19 no Alto Tietê, nos dois primeiros meses deste ano, que chegaram a R$ 33.116.380,00. Deste total, R$ 10.862.980 foram em janeiro e R$ 22.253.400 em fevereiro.
 
A média de custo a cada caso confirmado foi de R$ 881,77 no primeiro mês e R$ 878,58 no segundo. Os dados, referentes a sete cidades da região, são do Painel de Gestão de Enfrentamento da Covid-19 do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Em Biritiba Mirim, Poá e Salesópolis os valores não foram divulgados.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias