Envie seu vídeo(11) 4745-6900
domingo 28 de novembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/11/2021
CREA-SP TRANSFORMAÇÃO
PMMC PARQUE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC ISS
PMMC PPM

TCE fiscaliza cinco obras na região para avaliar condições e gastos

De acordo com o TCE, a fiscalização foi surpresa, ou seja, sem aviso prévio, em obras paradas

Por Lucas Lima - de Suzano23 OUT 2021 - 08h00
Ação tem objetivo foi averiguar o andamento e as condições das construçõesFoto: Divulgação/TCESP
O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) fiscalizou cinco obras no Alto Tietê. O objetivo foi averiguar o andamento e as condições das construções realizadas com recursos públicos. A ação, que teve início às 9 horas, teve como foco nas áreas da Saúde, Educação e Infraestrutura.
 
De acordo com o TCE, a fiscalização foi surpresa, ou seja, sem aviso prévio, em obras paradas. A ação envolveu agentes que já realizam o acompanhamento contratual das obras vistoriadas. No local, o objetivo foi checar, dentre outros aspectos, as condições dos empreendimentos e o quanto geram em gastos com manutenção, conservação e segurança. Esta foi a primeira ação in loco que o TCE realizou desde o início da pandemia.
 
Das cinco obras fiscalizadas na quinta-feira no Alto Tietê, três foram de Poá e duas de Suzano. Na cidade poaense, a vistoria ocorreu na construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Calmon Viana, no Centro Educacional Poaense (CEP) Santa Luzia e no viaduto paralelo ao viaduto Tancredo Neves. Já em Suzano a fiscalização foi nas obras do Badra Jaguari e na de infraestrutura viária do Badra Planalto. O TCE informou que os relatórios individuais, por município, serão divulgados na próxima semana.
 
Conforme publicado pelo DS recentemente, de acordo com relatório do TCE, com base em dados obtidos a partir de órgãos estaduais e municipais, o Alto Tietê acumula 34 obras paradas e que representam R$ 70.638.474,80 milhões em investimentos paralisados.
 
O TCE disse que as prefeituras serão notificadas para corrigir e prestar esclarecimentos detalhados sobre cada caso. Os novos valores das obras paralisadas que foram vistoriadas serão divulgados após a consolidação total dos dados.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias